Inshallah

Dois mil e vinte só não será considerado um dos piores anos das nossas vidas, se os próximos que estão para vir conseguirem ultrapassar essa fasquia. Mas desta vez tenho esperança, desta vez acredito mesmo que dois mil e vinte e um vai ser aquele ano top. Se daqui a um ano estiver a ler isto e perceber o quão ingénuo fui, bem vou ficar ligeiramente feliz porque ainda estou por cá, mas por outro lado vou ficar surpreendentemente desiludido pelo desperdício de optimismo derramado à toa nas primeiras doze horas do novo ano. 

É importante que explique de onde esta "esperança" e este "optimismo" surgem assim tão prematuramente, porque nem um nem outro são espontâneos em mim. Aliás, tudo o que está a acontecer de positivo nas últimas vinte e quatro horas, deve-se à ação voluntária ou involuntária de terceiros. Sim, meu caro "eu daqui a um ano", não foste tu o responsável por esse estado de perfeita felicidade que estás agora a viver. Se por acaso acordaste ao lado da mulher dos teus sonhos, é bom que te avive essa memória de galinha e te lembre do quão renitente estavas quando te inscreveram naquela aplicação. Confesso que não sou grande fã e que se isto resultar talvez seja preciso inventar uma outra história para os rebentos e para os sogros, subornar as poucas testemunhas envolvidas e podemos dizer que a conhecemos num clube de leitura, ou naquele mercado de produtos biológicos onde nunca fomos. 

Sinto que estou a dispersar um pouco e a fantasiar bastante, por isso vou voltar ao que me trouxe aqui primeiramente. Oxalá. Oxalá este ano seja fenomenal. Tem potencial, eu acredito e prometo que vou esforçar-me ao máximo para que resulte. Podem achar que estou a exagerar, que escrevo sob o efeito do álcool e das iluminações de natal, mas a verdade é que os sinais são promissores, e como prova do que digo, e não o faço por vaidade, do tipo: "olha olha, publicaram num site internacional um dos meus textos! Sou quase famoso!", deixo aqui o link e as imagens para poderem testemunhar a minha ascensão.

Vai ser um Ano Fantástico, tenho a certeza. 







Comentários

  1. Oh Manel, então deixas o negócio do granizo e das trovoadas para te dedicares à trituração? E quem é que agora nos manda chuva?

    Bom Ano! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nada disso, continuo no mesmo e de lá ninguém me tira... só "emprestei" um texto a uma empresa chinesa para descreverem os seus moinhos :)

      Eliminar
  2. confesso que não percebi grande coisa da história, mas se há mistério, agrada-me! ainda para mais fala-se de uma Crusher Machine... isso é coisa para partir corações, certo?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é possível que seja só fachada, porque os textos que acompanham a descrição das trituradoras é completamente aleatório. acho que tive sorte :)

      Eliminar
  3. Também não percebi se o romance era relato do preeente ou projecção do futuro. Mas essa coisa de comercializares uma máquina de 'crushes' parece-me promissor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é sobre o passado e está por aqui no blog algures... mas é isso, promissor, não? vai ser crushes a torto e a direito!

      Eliminar
    2. tenho uma dúvida, fechaste o teu blog para todos ou só para mim?

      Eliminar
    3. Pata todos., porque fecharia só para ti?

      Eliminar
    4. por estares farta dos meus comentários... é uma pena, preferia que o tivesses fechado só para mim

      Eliminar
  4. Não sei se entendi ou não mas como gosto de pensar positivo, oxalá comercialize sim essa máquina e oxalá, ela seja um êxito, porque assim o Manel será decerto mais feliz e eu gosto de saber que as pessoas estão felizes.
    Abraço e que 2021 seja aquilo que deseja que seja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É possível que nã tenha explicado muito bem, o que sucede na maioria das vezes, mas o que aconteceu foi simplesmente que encontrei um texto meu daqui do blog, escarrapachado no que devia ser a descrição de um moinho... tenho muitas dúvidas de que essa empresa seja verdadeira, ou então encomendaram o site a um nabo qualquer que pegou em textos aleatoriamente e os inseriu nas descrições... é de partir o coco a rir :)
      Feliz 2021, abraço

      Eliminar
    2. Pois lamento que não seja o que eu tinha pensado. Por si.
      Abraço e saúde

      Eliminar
  5. Eu lá quero saber se isso é verdade ou coisas da tua cabeça, mas ASCENDE, Manel...ascende.
    Quanto mais alto subires mais e melhor te vejo.
    Quanto à esperança neste novo ano ser muito melhor, acho bem, se for por teres conhecido a moçoila aí nesses sites de encontros , e acertares no alvo, que importa a opinião alheia?
    Ai, Manel se os chineses se apoderaram do teu texto dedicado ao moinho e o aplicaram na maquineta trituradora, tritura-os tu agora e cobra-lhes chorudos direitos autorais, mazé!!
    Vê lá não te deixes enganar...faz jus à tua e minha condição...:)

    Beijocas moídas sem serem trituradas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. calma lá que ainda só ascendi ao escadote e nã há moçoila na certa... mas pelo menos nã estou de braços cruzados :)
      beijos e bom ano Janita

      Eliminar
    2. Ah, não há moçoila?...Pior para ti!!
      Então o que quiseste dizer com isto?

      "Confesso que não sou grande fã e que se isto resultar talvez seja preciso inventar uma outra história para os rebentos e para os sogros, subornar as poucas testemunhas envolvidas e podemos dizer que a conhecemos num clube de leitura, ou naquele mercado de produtos biológicos onde nunca fomos.

      Bom domingo e BOM ANO, Manel!

      Eliminar
    3. pode vir a acontecer, mas depois de uns dias a olhar para isto, já nã estou tão esperançoso :(

      Eliminar
    4. Calma...que o Ano ainda nem gatinha.
      Não desanimes já tão cedo, Manel.
      Por quem és, mantém-me essa esperança.

      Eliminar
  6. Muito bem, gostei do espirito!

    O ano passado encontrei inspiração em vários sítios e coloquei em prática algumas coisas.

    Olhando para trás, parece um desperdício, atendendo ao que foi o ano 2020. Mas não foi.

    Enchi, por exemplo, o "pote da gratidão". Todos os dias fazia o exercício de tentar encontrar algo

    positivo, escrevia num papel e colocava no pote.

    Este ano, ao abrir, fiz uma viagem interior muito interessante. E escolhi duas palavras para definir o

    ano. Este ano, a "esperança" é transversal a toda a gente, creio.

    E para si, Manel? Acreditar!! Tenha confiança em si!

    "Don't worry, be happy" e "Carpe Diem"! Vai ver que vai ter um ano luminoso!

    "Abreijos" do Algarve (congelados porque está um frio de rachar!),

    Sandra Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. parece interessante o exercício do pote, pelo menos obrigava-me a escrever algo positivo :(
      isto nã está a correr como era suposto... já foi tudo pelo cano abaixo
      beijos

      Eliminar
  7. É a glória da internacionalização!
    2021 vai ser um bom ano.

    ResponderEliminar
  8. Vai ser o ano da tua ascensão, Manel! E tens uma data de gente a querer assistir com um sorriso!

    Bom 2021, Sr. das Tempestades !

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Piratas doidinhos é o que é, tenha cuidado Manel, ainda vê por aí um livro na livraria publicado com os seus textos e evidentemente outro autor. E não nos deixe sem textos por causa deles, já temos saudades de polvos, lulas e outros animais marinhos que andam de metro, para além de deuses e deusas.
      ~CC~

      Eliminar
    2. Bom ano Maria, infelizmente só sinto ascender a azia...

      Eliminar
    3. CC, quem rouba palavras aos grandes como eu faço, só merece ele próprio ser roubado :)

      Eliminar
  9. Uau! Folgo em saber que tenho um amigo, ainda que virtual mas que é cigano maltês, e ainda por cima a ficar famoso. Que tenhas então um 2021 maravilhoso.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário