grubs

Com o ancinho pica-se a terra para as raízes se soltarem e depois puxa-se a erva inteira. É preciso estar atento e não confundir as daninhas com os espinafres que rebentam de sementes deixadas do ano anterior. O coentro já espigou, mas a salsa é a rainha da pequena horta e toda a gente a gaba. Mas este ano não está fácil, há pragas para todos os gostos e feitios. Depois de ganhar uma batalha contra os caracóis, fui derrotado pela larva branca dos escaravelhos comedora de raízes. Os tomateiros também não se safaram, mesmo borrifados com a calda especial sulfocálcica. Contraíram um fungo ou outra coisa que os escurece e é uma dor de alma. Depois de umas baixas na região das alfaces e do alho francês, lá consegui ver-me livre das larvas cavando uma cova bem funda e catando as malditas como pulgas num cão. Mas a seguir vieram as formigas e com elas os pulgões, e não me parece que este ano os feijoeiros aguentem. Só me resta fazer uma mistela de farinha e detergente da loiça, não tenho mais truques e talvez acender uma velinha à deusa Ceres. Ou umas oferendas, uns sacrifícios. Já estou por tudo.




Comentários

  1. Olá, a coisa vai mal mesmo.

    De 5 alfaces, os caracóis deixaram uma - apanho-a amanhã.
    Dos 5 pés de pimentos, que estavam lindos, agora apresentam-me de pontas mirradas, como não percebo nada daquilo, não sei o que é, nem o que lhe fazer.
    Dos 4 pés de tomate coração, gordos e cheios de florinha, vamos lá ver o que sai. A vizinha disse que são pés a mais, para o tamanho da floreira.
    Os morangueiros do porto, estão cheio de flor e já se vêem pequenos moranguitos, com o sorte como-os eu e não os pardalitos.
    A salsa está em acção de ser transplantada, tenho que pensar no assunto.

    Para que serve a farinha com detergente da louça?

    Beijinho, afilhado mailindo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Madrinha, o problema está no número cinco, as alfaces têm de ser plantadas às dúzias ou meias, cinco dá azar :)
      A farinha com detergente da loiça e água… é para os pulgões e a mosca branca. Se pulverizares com esta mistela, o que acontece é que a farinha fica agarrada à planta e os pulgões e as moscas morrem empaturradas e com colesterol alto… ou triglicerídeos… e resolve-se o problema :)
      beijos, madrinha

      Eliminar
    2. À dúzia? mas a minha horta é em floreira, não tenho tanto espaço :-)

      Boa! Essa de empanturrar soa-me bem.

      Eliminar
    3. as alfaces crescem bem juntinhas… o segredo é uma colher pequena de detergente, para duas grandes de farinha e meio litro de água… mais ou menos, tudo a olho, mas sem abusar do detergente… misturar primeiro a farinha com a água para nã fazer muita espuma...

      Eliminar
  2. Respostas
    1. devias ter-me avisado com mais alvoroço… maldita bicha do inferno, a trabalheira que me deu, abri uma cova onde cabia três de mim… só percebes quando as hortícolas morrem direitinhas, sem dentadas, sem mordidas, separadas da terra e da alma…

      Eliminar
    2. eu acho que elas não gostam de café...

      Eliminar
    3. nã rego com café mas junto as borras à terra…

      Eliminar
  3. E ano bissexto, amigo. A minha avó sempre dizia. "Em ano bissexto, nem trigo na eira, nem fruta no cesto".
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se nã fossem as curgetes e os espinafres a espreitarem sem serem plantados, eu dava o ano como arruinado… :)

      Eliminar
  4. Mas se tens a farinha e essa mui nobre erva que é a salsa, juntas umas lascas de bacalhau e fazes pataniscas. Enquanto comeres o petisco pensas, vais pensar no quanto é bom ter uma horta com salsa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é muito bom ter uma horta com salsa :) sou um sortudo, eu sei

      Eliminar
  5. Às vezes, é um engano
    fazer horta na varanda
    não se afugentam as lesmas
    os pulgões vêm às remas...

    ...e enquanto tu te lamentas
    eu cheiro a minha lavanda

    bem longe dessas tormentas!

    :))


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tentei, mas a rima nã é minha amiga
      já pensei só plantar aromáticas :) o problema é que no inverno morrem…

      Eliminar
    2. Mas, as alfaces, a salsa, os espinafres e os coentros, também não resistem aos rigores da invernia, Manel, mormente esses em que vives os teus dias...

      A minha lavanda dura todo o ano, sabias?

      Beijos e dorme bem. :)

      Eliminar
  6. Manel,
    dá-lhes música, na certa vão de malas aviadas para outras bandas[risos]
    Agora mais a sério, canela em pó sobre a terra evita o aparecimento de fungos,afasta pragas e insectos, entre outras.
    Nos meus catos funciona muito bem.
    E depois desta dica milagrosa, são uns ramos de salsa que o meu Pantufa[coelho anão] agradece[risos]
    Beijo sorridente :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ia à falência se polvilhasse tudo com canela, mas agradeço a dica :)
      nunca pensei que os cactos sofressem de pragas :) nem que os coelhos gostassem de salsa…
      beijo

      Eliminar
  7. É este ano de 2020... bissexto, covidesco... Uma desgraça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah.... já me esquecia. Adoro a banda sonora do post. :)

      Eliminar
    2. é a melhor das melhores, até a trauteio para as plantas :)

      Eliminar
  8. A minha horta lá se vai aguentando...
    Acabei por não semear os coentros.
    Mas olhe lá, Sr Mau-tempo, já considerou ir à bruxa das colheitas?!?
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o problema das bruxas é que tanto pode correr bem como mal :)

      Eliminar
  9. "O coentro já espigou, mas a salsa é a rainha da pequena horta e toda a gente a gaba."

    Pelo menos, na tua horta, fez-se justiça. ;p
    Perfeito perfeito, era estender-se, agora, ao resto do mundo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã entendo muito bem pessoas que nã gostam de coentros :)

      Eliminar

Enviar um comentário