Titã



Troquei os sonos por pesadelos e vermes esbranquiçados, com várias pernas simétricas e duas riscas transversais, saíram de mim voluntariamente. Algo mais aconteceu, não sei se íamos em viagem, mas Hécate estava comigo e cedi-lhe o meu melhor elmo. O resto é uma névoa, como quase todos os sonhos têm sido nos últimos dias. Hécate desapareceu na sua vida ocupada e perfeitamente planeada. É estranho, mas não sinto falta dela. A névoa lembrou-me as dunas de Belet e os rápidos de Vid Flumina, onde estaria neste momento não tivesse a pandemia arruinado os meus planos. Gosto de lá ir nesta altura. A atmosfera sufocante de metano e os dias longos atraem menos gente. Não há vistas sobre Saturno e os seus anéis de gelo e rocha, mas em compensação Ligeia Mare é navegável. Agora se calhar só no próximo ano. Nunca levei Hécate, mas acho que ela teria gostado dos crepúsculos mais luminosos que o próprio dia. 




Comentários

  1. Sempre a podes levar para o ano =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã... o pouco que havia entre nós, gastamos numa translação acelerada sem sentido

      Eliminar
  2. Prosa poética
    .
    Um 1.º de Maio feliz
    Cuide-se

    ResponderEliminar
  3. Ah, Manel, Manel...
    que sina a tua.
    Ficar preso no Universo
    entre a Terra, Marte e a Lua... :(

    :)

    ResponderEliminar
  4. Ias visitar uma das minhas luas? Cuidado que Saturno é implacável!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. aquilo é teu? tudo? até hipérion? deves ser bué de rica...

      Eliminar
  5. um crepúsculo mais luminosos do que o dia não serve para nada

    ResponderEliminar
  6. Mas tu ainda não aprendeste que essas coisas, agora, não se podem fazer em sonhos, só por vídeoconferência.

    ResponderEliminar
  7. Não te rales, às tantas ela nem queria ir... Leva masé outra, uma que goste de Luas e crepúsculos luminosas :))

    ResponderEliminar

Enviar um comentário