obsessão

“um post por dia até ao fim do corona" dia 17… 

Sobre o complexo processo que é o nascimento de um post, mesmo nestes dias em que o tempo não é problema, mas a inspiração escasseia como papel higiénico nas prateleiras de supermercado, deixem-me dizer-lhes que começa por uma ideia, uma sugestão, ou um desafio (por favor alguém me desafie). Só depois de escrito, e podendo ser alterado quantas vezes me der na cabeça, é que leva um título e por último, enfeito com uma imagem bonita. O processo não é invertido, nunca começa na imagem, nem no título, mas a escolha de ambos é tida com a mesma dedicação que o conteúdo do post. Às vezes não há imagem, já aconteceu, porque não encontrei uma imagem que se ajustasse a esse post, ou então porque achei que já vos massacrava tanto com o título e o texto, que nem valia a pena adicionar mais nada. Houve um caso único, penso, de imagem sem texto. Entrei num desafio de desenho, os famosos quadros dos papagaios. Foi um erro sem precedentes, ainda hoje é o post que tem mais visualizações em 678 publicações, o que realmente demonstra que aquilo que escrevo, mesmo com dedicação e cuidado, era mais interessante se fosse convertido em desenhos. Tantos anos de evolução... mas adiante, se gostam de bonecos, eu dou-vos bonecos e levo isso tão a sério, que às vezes dedico mais tempo à procura das imagens do que a escrever os textos. 
Quanto à explicação para os títulos peculiares, essa parte já é derivada de uma doença mental. Os títulos nunca ultrapassam uma palavra, se ainda não repararam e em 678 publicações, desde Agosto de 2012, nunca se repetiram. Nem sempre possuem uma relação com o texto, às vezes atiro um dicionário ao ar e é onde ficar aberto. Há ainda outras regras que restringem o uso de algumas palavras. Não, isto não é normal, já expliquei que isto faz parte de um distúrbio, mas não se preocupem que estou medicado. Quase sempre. Então eu faço um registo organizado dos títulos por ordem alfabética e ano, e tento manter o mesmo número de palavras que começam por exemplo pela letra E e pela letra F. Também tento usar durante um ano, palavras começadas por todas as letras do abecedário. Este ano, por exemplo, ainda não usei um título começado pela letra A, nem pela H, e a O foi escolhida agora mesmo.  É claro que a letra M é a que tem mais registos (40 dos 678), não fosse a melhor letra do mundo, de mãe, de morangos, de mar... e de maluquinho. 

o registo em excel dos títulos do blog por ordem alfabética. cada cor representa um ano.

Comentários

  1. E registas sempre os títulos ou tiveste agora essa trabalheira retrospetiva? :)
    Desafios são boas formas de inspiração. Gosto muito de desenhos, só tenho pena de não ter arte suficiente para eles. Gostava de fazer como os urban sketchers e desenhar tudo o que vejo. Outro desafio engraçado era o do dicionário. Abrir ao calhas, escolher uma palavra ao calhas e escrever a partir daí... Este teu post acaba por ser uma grande fonte de inspiração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sério? achas mesmo? andei a guardá-lo para dias de desespero :)
      registo quando tenho tempo livre, às vezes fica meio ano sem ser actualizado... mas também, escrevo muito menos ultimamente.

      Eliminar
  2. Óóóóó que mar tão mãe
    Óóóoó que morango, tão maluquinho
    Óóóóó que mapa tão bonitinho

    :-)

    ResponderEliminar
  3. Safa.... que trabalheira tens com esta coisa de postar...Sim, já tinha reparado que usas só uma palavras em todos os teus textos, mas supunha que fosse por uma questão de parcimónia. :)
    Já disseste tanto que só me ocorre acrescentar uma palavras aí à lista da letra M:
    Mamas...que é coisa pela qual tens um fraquinho. ehehehe


    ResponderEliminar
  4. Xiiii, esse excell faz inevja a qualquer pro. Afinal és um tipo muito certinho e arranjadinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pareço um índio... a organização é mantida apenas e unicamente porque a preguiça é a minha melhor amiga

      Eliminar
  5. Bem, acho que nunca vi um registo de excel tão... harmonioso?
    Concordo em pleno com a tua opinião a propósito da letra M. Para além dessas palavras bem interessantes que escolheste, é a primeira letra do meu nome, não só deste que uso pela blogosfera, mas também daquele que a minha mãe me deu. :)

    ResponderEliminar
  6. Não me tinha apercebido...
    Normalmente prefiro textos a desenhos e fiquei curiosa sobre esse post do desenho do papagaio ou de quadros de papagaios, vou tentar encontrá-lo...

    ResponderEliminar
  7. M de Meu Deus! Isso é patologia, já!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E já agora, desafio M: escrever um post cujo título seja Moinho.

      Eliminar
    2. sou um deus, mas nã preciso de ser só teu... a nã ser que queiras e por mim, pode ser...

      Eliminar
    3. Assim fácil? Sem saberes nada sobre mim?! Isso está mesmo a dar sinais de quarentena séria!!!

      Eliminar

Enviar um comentário