quarentena

Wōdanaz proibiu-me de sair de casa depois do concílio dos deuses ter chegado à conclusão que o bom tempo seria a melhor estratégia para impedir a pandemia que alastrava pelo mundo. Era novidade para mim esta preocupação dos deuses com os mortais e o seu destino, mas os tempos são outros, os deuses avaliam a sua popularidade pelo número de seguidores nas redes sociais e estas medidas mal pensadas e sem fundamentação lógica não passavam de simples estratégias de marketing. Veio então a Primavera mais cedo, Hélios quadruplicou o número de fãs quando publicou uma foto em tronco nu, bronzeado de melanoma junto à piscina. O que aconteceu a seguir era previsível, as pessoas em vez de ficarem em casa como lhes tinha sido recomendado, acharam mais agradável ir até à praia ou passear por aí, conviver com os amigos nas esplanadas, porque ao ar livre no seu entender, estão seguras. 
Então o concílio dos deuses voltou a reunir, desta vez por videoconferência e decretaram que eu voltasse ao trabalho, mas a partir de casa. “Como é que encho nuvens sem sair de casa?” Perguntei ao venerável chefe supremo. “Mandamos vir da China já cheias, depois só tens de as despachar.” Explicou Wōdanaz, com uma apresentação muito profissional em powerpoint a aparecer por detrás do grande deus, para que o conceito fosse bem compreendido. “E isso são nuvens de confiança?” Insisti. “Vai na fé!” Disse Wōdanaz antes de desligar. 




Comentários

  1. :))) Mau-Tempo, mantém-te longe :b

    ResponderEliminar
  2. Nestes tempos, confina também as nuvens, se faz favor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã posso, ordens lá de cima... mas como são nuvens made in china, pode ser que percam a água antes de cá chegarem...

      Eliminar
  3. Tens de mudar o nome de Mau para Bom-Tempo, Manel.
    Este vírus não gosta de calor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas eu é mais ventanias e aguaceiros... trovoadas e ciclones!

      Eliminar
  4. Os deuses estão loucos, e as gentes aparvalhadas compram papel higiénico às toneladas.
    Afinal do que temos de nos resguardar: do covid19 ou da diarreia mental?

    Tardinha com saúde, afilhado mailindo

    ResponderEliminar
  5. Mas Manel, com mau tempo nem às varandas podemos ir? Como podemos bater palmas, cantar e ver, alguns pela pela primeira vez, os nossos vizinhos? Pense nisso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nã tenho muita fé nestas nuvens, vão ver que elas podem ficar a encher o céu mas chuvinha boa, nada! é um conceito engraçado, esse de ver os vizinhos pela primeira vez... nem tudo pode ser mau:)

      Eliminar
  6. E quem praticamente não tem vizinhos? Tou lixada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pior está quem nã tem janelas ou varandas :) podes cantar para as estrelas e a lua, ou nã é uma plateia de respeito?!

      Eliminar

Enviar um comentário