chacal

"um post por dia até ao fim do corona" dia 4... e ainda falta muito para o fim?

Hoje saí de casa e senti-me como um explorador num novo e inabitado mundo. Abri à caixa do correio e voltei a entrar no prédio, apavorado e com várias contas para pagar. Talvez tenha passado demasiados dias sem sair, embrenhado num outro mundo que vou construindo na falta da rotina diária, e possivelmente fui esquecendo o mundo real que há lá fora e que continua a existir. Foda-se, parece um pesadelo!
Certamente isto vai acontecer com algumas pessoas de quarentena, principalmente aquelas que não precisam de passear o cão, ou de fazer uma caminhada, correr que nem doídos por essas ruas desertas, e vão entender aquilo que tento dizer, de nos perdermos facilmente, quer seja na construção de um universo, ou apenas na leitura de um bom livro. 
Curioso, é que a natureza lá fora continua a existir e um pouco por todo o mundo, há um resultado inesperado destas quarentenas, em que a ausência de pessoas leva a que alguns animais selvagens se passeiem livremente e sem receio pelas ruas desertas. Como no Japão em que os veados que antes eram alimentados pelos turistas, saíram do seu território para encontrar alimento. E em Itália foram observados javalis, mas também ovelhas e cavalos à solta em algumas zonas residenciais. 
Não fui além da entrada do prédio, por isso não vos posso garantir se havia ursos a deambular pela avenida, mas acho que tenho um chacal a viver na casa-de-banho, ou então a falta de ar fresco e vitamina D já me danificou os neurónios.
Será um chacal ou um coiote?







Comentários

  1. E, na Tailândia, os macacos sentiram a falta de comida que lhes era oferecida pelos turistas, e entraram em luta de gangues, na disputa de tudo o que servisse para dar ao dente...Se isto durar muito acho que vamos morrer é de terror...

    Beijos, Manel e aguenta-te!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isto levanta uma questão interessante: Por qual animal gostarias de ser devorada e porquê?

      Eliminar
    2. Porra!!! De preferência por um gato/lobo de duas patas...ehehehe

      Eliminar
    3. porra!!! a conversa já se desviou e a esta hora corro o risco de ter pesadelos com a Scarlett Johansson... nã havia necessidade!

      Eliminar
  2. No início, não partilhavam todos o mesmo espaço? Verdade que seria um espaço bem mais espaçoso do que a noz em que isto se tornou. Tal como o mar virá buscar o que lhe roubamos, quem sabe os animais não virão também pelo mesmo motivo.

    Melhor mesmo sonhares lá com essa moça, a Scarlett.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tivermos de voltar ao que era, assim seja, a Scarlett deve ficar um espanto numas reduzidas folhitas de bananeira :)

      Eliminar
  3. Eu se fosse para morrer devorada, acho que escolhia um javali fêmea defendendo as suas crias que ela julgava que eu ia roubar (e ia).
    Pelo menos a javali ver-se-ia bem, o único problema é que ia doer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã, um javali ia demorar muito tempo, isso é extremamente doloroso... vou escrever um post sobre o melhor animal para nos liquidar, assim já tenho tema para o próximo post, que isto de escrever todos os dias nã está a ser pêra doce!

      Eliminar
  4. Se é para escolher, eu quero ser devorada por uma baleia azul :) não lhe sinto os dentes e quem sabe não arranjo nova habitação e ainda viajo pelo mundo :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. prefiro ser devorado depois de morto e nã enquanto estou a sentir os dentinhos a trincar-me os ossos... mas pronto, essa da baleia até me convence!

      Eliminar
  5. Vocês não andam a tomar o comprimido, está visto !
    :)))))))))))))))))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é possível que esteja mesmo a precisar de tomar qualquer coisa, algo com álcool... para desinfectar, claro!

      Eliminar
  6. Esta quarentena também me tem dado que pensar. Tenho pensado nessa 'rotina diária' que mencionas , aquela que as pessoas tinham antes da pandemia. E percebo que até nisto sou diferente ou faço parte de uma minoria, vá.
    Este confinamento obrigatório é-me, no fundo, bastante familiar. Só que, antes, era uma pessoa voluntariamente confinada, pronto. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheheheh, a única diferença então é que agora nã é completamente voluntário? hoje desmontei o ferro de passar roupa e já funciona :)

      Eliminar
  7. Tenho saído todos os dias e ainda não me cruzei com nenhuma criatura inesperadas. Está tudo na mesma, não se preocupem!

    ResponderEliminar
  8. Não poderia ser antes a transformação num animal? Sempre sonhei poder ser uma ave, voar deve ser uma coisa tão espantosa!

    ResponderEliminar
  9. M****, e eu com dificuldade em prender-me em leituras!
    Estar toda a gente em casa distrai-me!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. estou com dificuldades infinitas, nã sei o que faço a tanto tempo...

      Eliminar
  10. Quem me dera ter assim tempo como vocês falam para fazer determinadas coisas que os confinamentos permitem como ler descansadamente por exemplo, e outras coisas, mas não, teletrabalho das 8.30 às 18 com uma hora de almoço e não me dão descanso e depois do expediente, somos quatro em quarentena. Caramba! Posso ser comida por uma pantera. Adoro felinos :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário