malagueta


Mrs Mahler estava sentada à minha frente muito direita, segurando perfeitamente no topo da sua cabecita uma coroa invisível. O cabelo muito fino acompanhava a linha proeminente do queixo e na sua boca, que observava atentamente, prendia palavras numa pose afectada pela melancolia. O seu telefone tocava a cada cinco minutos e a todos atendia com o mesmo enfado, deixando-me bastante confortável para reparar nestes pormenores.
Porquê que eu só gosto de idiotas? Perguntou para uma assistência pouco atenta, afastando o telefone para longe. Limpou uma lágrima que lhe descia pela face no momento em que o empregado colocou os pratos de phad thai à nossa frente. Nunca me fez um elogio, imagina! E agora não me responde. Mando outra mensagem? Não devia, eu sei, mas gostei dele! Aquelas mãos fortes… Desculpa, estou a portar-me de forma muito inconveniente. Esta massa está deliciosa, não achas?
Podia estar mais picante, reclamei, sem tocar no assunto do idiota. Para mim está super picante, sinto que estou a transformar-me numa malagueta gigante! E de facto estava, o que a tornava ainda mais bela. Mrs Mahler já não segurava a coroa invisível e comia inclinada sobre o prato, lutando com os pauzinhos sem qualquer elegância. Os seus lábios, agora ao rubro, abriam num meio sorriso e era como contemplar uma obra de arte. Temos de te arranjar alguém, é um desperdício estares sozinho. Provocou a imperatriz, muito animada com a ideia que acabara de ter. Aquela moça ali, disse Mrs Mahler, apontando com os pauzinhos para o extremo da sala, que te parece?




Comentários

  1. Respostas
    1. Ui, uma senhora dessas que tem medo de estragar o batom enquanto come...

      Eliminar
    2. hum... nã equacionei essa possibilidade. alguém consegue comer sem sujar as beiças?

      Eliminar
    3. A questão é essa. Não. Ninguém consegue comer sem sujar os beiços por isso, há os que não apreciam uma refeição em nome da estética. Desconfio sempre dessa gente...

      Eliminar
  2. Sim, e a ti o que te pareceu?
    Olhaste para o extremo certo da sala, ou, distraído como és, olhaste para o outro lado onde estava a moça errada para ti?
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dali de onde a vi pareceu-me quase perfeita, com excepção da forma como bebia água por uma garrafa de plástico sem encostar o gargalo à boca... isso é alguma fobia nova?

      Eliminar
    2. A visão de tal procedimento, não é muito elegante, não se usam copos por aí?
      Bom dia afilhado mailindo

      Eliminar
    3. bom dia madrinha. eu continuo a usar e até demais, mas a teoria da ó menina é que se calhar a senhora nã queria estragar a beiçola... achei que seria uma daquelas que nã encosta a boca a nada, mas posso ter errado na dedução.

      Eliminar
    4. Olha, Cigano.
      Se beber água da garrafa sem encostar o gargalo à boca é uma fobia, não sei, mas que eu não gosto e nem a água me sabe bem, isso é verdade.

      Essa tal Mrs Mahler é a Alma Schindler? Mahler, por casamento?Ui...não queiras moça que ela te recomende. Se forem iguais a ela estás desgraçado...E mais não digo para não me chamarem nomes...
      Aceitas um abraço? :)

      Eliminar
    5. então tu também bebes água sem encostar o gargalo à boca?
      eheheheheh... seria muito indelicado colocar aqui o nome de sua alteza, para a bloga ela será Mrs Mahler.
      aceito sim, venham de lá desses ossos!

      Eliminar
    6. Ai, senhores, a dificuldade que eu tenho em me fazer entender.
      Não, Manel...eu não sei, e nem gosto, é de beber água pela garrafa.
      Assim como a água gelada não me mata a sede. Manias!

      Então, aperta cá estes ossos, moço...se os sentires, que isto é mais chiça que osso. Eheheheh

      Eliminar
  3. Mas o que interessa a moça se tu estás é de beiçola caída pela Mrs Mahler?.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã... Mrs Mahler é comprometida e demasiado jovem. ela é um estrondo, mas só para a vista...

      Eliminar
  4. se ela bebe sem encostar o gargalo, não a queiras. vais embirrar com isso daqui a 10 anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ehehehehe, é possível... mas também o mais certo era ela nã me querer.

      Eliminar

Enviar um comentário