embeiçado

Ilmatecuhtli, a criadora das estrelas, trocou-me por Iansã. Caminham pela praia quando o céu é rosado e atiram beijos a Aquilo, que embeiçado pelas duas, as cobre de salpicos e caracóis de escuma. Ilmatecuhtli já não quer saber da matéria negra e dos efeitos gravitacionais, comprou uma batedeira eléctrica que bate as estrelas por ela e assim sobra-lhe tempo para amar os mortais e alimentar pardais. Viro as costas à praia e afasto-me do riso em direcção à cidade, sozinho, sem a protecção de Ilmatecuhtli. 



Comentários

  1. Decididamente não tens cura, Manel... Desisto! Andas mesmo embeiçado.
    Se quiseres ainda ouvir um conselho amigo, vira-te para a deusa Chalchiuhtlicue e poderás ir a tempo de lavar a alma desse feitiço. Se não, amordaça o coração, mata o passado e sorri... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ai Janita, então nã sabes que Chalchiu foi minha ex? nã havia pachorra para tanto banho, quero distância dessa morena. :)

      Eliminar
  2. Carago! Dás uma trabalheira muaço. Estou quase a mandar-te pa trolha, ganhar 27

    beijinhos da madrinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas para trolha já me mandaste antes :) manda-me para outro sítio... sério, manda e pode ser que eu vá.
      beijos, do afilhado

      Eliminar
  3. Embeiçado ou não...é sempre bonito ler o que escreves! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã digas essas coisas que fico com um hiperego :) é só tolices para passar o tempo. beijos

      Eliminar
  4. Leva-lhe a lua. Nem Ilmatecuhtli resiste à lua, tenho a certeza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas que belíssima ideia :D como é que nã me ocorreu? de certeza que ela vai adorar. Obrigado Luísa.

      Eliminar

Enviar um comentário