manga

Mousse de manga. Quando me esquecia do teu nome era assim que te chamava, mousse de manga. Foi o que fizeste para a sobremesa naquela passagem de ano em que só aparecemos quatro. Nem gostava de manga, mas repeti três vezes para te impressionar. 



Receita de esquecimento
Comece por derreter os melhores momentos em banho-maria, ou no micro-ondas. Reserve até atingir a temperatura ambiente. Numa outra tigela bata os sentimentos com uma colher de sopa rasa de ódio até ficarem macios e sem grumos. Se necessário coe qualquer vestígio da sua existência (o cheiro é o mais difícil de extinguir). Envolva suavemente os melhores momentos desfeitos com os sentimentos bem batidos, acrescente uma mão cheia de desilusão sem casca. Mexa-se. Unte depois uma forma de amor próprio, de preferência bem funda e leve ao forno. O tempo certo depende dos fornos, por isso o melhor é ir espetando o palito…

Comentários

  1. Reforço, MEXE-TE :-)

    Olá, afilhado mailindo quinté, neste novo ano, que agora começa, vamos caminhar juntos, mais uma vez? Pois... TU escreves - EU leio

    Beijinho Manel, Feliz Ano Novo

    ResponderEliminar
  2. E ficaste a gostar de mousse de manga, Manel? Eu, adoro!!
    Muito mais do que de chocolate. :)

    Essa receita de esquecimento pode até ser muito eficaz, mas se lhe retirares a colher de sopa de ódio, vai resultar melhor. O ódio corrói a alma de quem o sente.

    Quanto ao que a raia diz pró rato...Tu, Cigano, não tens os olhos nas costas, por isso abre-os bem, olha à tua volta, não desesperes, e o que tiver de ser teu... às tuas mãos virá ter.

    Pronto...para um postal de três em um, um comentário um em três... :)

    Beijos, Manel... O Atravessado.
    (Vive...isso é que é Mexeres-te... )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho que aquilo é uma lontra, posso substituir o ódio por nozes e nada é melhor que mousse de chocolate :)
      bom ano, beijos, se houver mousse de manga mando para ti

      Eliminar
  3. E se o palito vier seco depois de espetado é porque já está :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é uma técnica formidável :) gostava de saber quem a terá inventado

      Eliminar

Enviar um comentário