joelho

Nem notou que ia ficando para trás. Largava os sacos na minha mão e entrava numa loja sem avisar. Ensaiou uma impressionante colecção de vestidos, pressionando-os contra o corpo como se fossem animais salvos. Que te parece? Este é muito vistoso? Faz-me gorda, faz-me magra, muito escuro, muito claro, pareço uma freira, uma bruxa, centopeia. Depois os óculos de sol, os grandes, os enormes, os espelhados, os quadrados, os redondos, gostas destes? Presta atenção, pareço uma vareja, uma velha, saloia. Estás a olhar para onde? Gostas mais destes ou daqueles? Depois descalçava-se, perdia o cristal e os seus pés perfeitos entravam em tiras, palmilhas, chinelas, sapatos, sabrinas. Amo estes, declarava equilibrando-se em pares desirmanados diante de um pequeno espelho. Não fico mesmo bem? Que cara é essa? Levo os dois?

Podias provar-me ali num daqueles cubículos, sugeri, sob o efeito dos analgésicos.

Tás parvo. 
statues of Chapultepec Castle, Mexico

Comentários

  1. E cria uma mãe um filho, para isto?
    Ora bolas

    Boa noite, afilhado, sonha com sacos e sacolas

    ResponderEliminar
  2. Vou às compras sozinha e nunca gostei de acompanhar outras pessoas nessa tarefa.

    Olá Manel, como estás?

    ResponderEliminar
  3. Boa sugestão a tua, cigano! :))
    Já que ela estava numa de provar tudo, provava-te mas era a ti.
    Ainda que a prova lhe agradasse, devias rejeitá-la tu.

    Mulher que muito
    prova
    leva um homem depressa
    à cova...
    Beijos, Manel!

    P S- Ali, em baixo, fizeste-me rir. Lembrei-me quando, na minha meninice, se alguém dissesse um disparate, ter como resposta:
    "Vai dormir... que o teu mal é sono". ehehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso existe ou inventaste? nunca ouvi essa do mulher que muito prova... mas faz todo o sentido :)
      Beijos Janita, quem precisa de ir dormir sou eu :)

      Eliminar
  4. eheheh. adorei a tua sugestão, manel.
    não me divirto nada a comprar roupa. mas, quando vou, é sempre sozinha. não quero cá opiniões. quero é despachar a coisa.
    agora, vendo a coisa pelo teu prisma... talvez já mudasse a minha conversa...

    ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário