niebo

Nasci com olhos tristes. A minha avó, a que tinha o dom de atender às criaturas e via coisas que ninguém vê, reconheceu em mim a mesma tristeza que ela já teria herdado de um trisavô. Coisa estranha a tristeza, diáfana e insípida nos sulcos da pele, impressa como uma maldição nos genes. Na altura não terá dito a ninguém. Comprou-me em dia de feira uns óculos de sol com hastes azuis e ensinou-me a língua secreta dos pássaros. Menino, dizia enquanto fumávamos cigarros a fingir, nada é eterno.  


Comentários

  1. os meus olhos dão calma a quem os olha, dizem-me, enquanto dentro de mim co-habitam tempestades com ventos contrários, sem que ninguém o saiba, nem sinta. sou a serenidade em pessoa :)

    ResponderEliminar
  2. As avós têm sempre razão, mas não tapes os olhos, deixa que a tristeza se esvai do teu olhar...porque nada é eterno.

    CONFIA EM TI, AINDA QUE NÃO SAIBAS COMO...

    Beijo, Manel! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã posso tapar com óculos de sol? é que dizem que me ficam bem...
      beijo, Janita

      Eliminar
  3. Atão? Nã dizes nada da canção?

    Essas palavras em maiúsculas são um link, Cigano...Andas a ver mal?... Põe lá os óculos, mas só quando o sol for muito forte...Lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheheheh, tu tens de me avisar destas coisas... compreende-se porquê que os polacos nã são muito famosos na música...

      Eliminar
  4. Manel, o teu blogue está ainda mais lindo.
    Coisas dos olhos, dos teus!
    Beijo e um bom ano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigado Isabel, são coisas dos teus olhos :)
      beijo e bom ano

      Eliminar
  5. Boa noite sr Manel, a sua avó tinha razão, nada é eterno!
    Nos meus olhos ... basta sorrir, e o mundo é meu!!! :))
    A tristeza faz parte ... da vida, o sr Manel, sabe. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bons dias senhorita Flor do Monte, que era o alecrim...
      sim, sei disso, melhores dias se esperam :)

      Eliminar
  6. Os cigarros a fingir, eram daqueles de chocolate? Também fumei alguns, mas, no meu caso era o Afilhado a tristeza, nos olhos, ou na alma, faz parte. Deve ser para que consigamos sentir a alegria. Esta, muito mais rala na vida.
    Beijinho da madrinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, de chocolate, vinham num maço de uns quantos :)
      nã peço muito e até fico feliz com pouco...
      beijos, madrinha

      Eliminar
  7. Até uns olhos tristes se podem alegrar, a genética influencia mas não determina!
    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. verdade! e nem tudo é restrito aos olhos... dizem que os dedos também podem ver :)

      Eliminar
  8. Se há olhos que sorriem que eu sei, também há olhos que carregam tristeza. Mas nada é eterno. Têm dias não é Manel?

    ResponderEliminar
  9. Passam a vida a dizer-me que tenho olhos ausentes mas nunca me explicaram como é que isso pode ser...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olhos ausentes são do tipo olhos enlevados, encantados com aquilo que a maioria nã vê...

      Eliminar
    2. Obrigada, finalmente alguém clarifica a questão.

      Eliminar
  10. nada é eterno,...e as saudades? talvez se aconcheguem a uns óculos de sol com hastes azuis e fiquem mais atenuadas, não sei, é domingo já muito `a noite, e posso estar a derivar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. talvez as saudades sejam eternas... ou pelo menos acompanham-nos até ao fim... é um bom ponto

      Eliminar
  11. Uma partilha:

    https://ladykina.wordpress.com/?s=tristeza

    ResponderEliminar

Enviar um comentário