Tanit

As mãos dela estavam frias e sem cor, como as pedras no fundo do rio que atravessa a cidade. Sentou-se na sala vazia, junto à vista de um céu ébrio e cinzento que lentamente morria. Nos próximos meses não esperava outro céu e isso dava-lhe uma certa tranquilidade. Os dedos eram longos e terminavam em unhas largas e planas, cortadas rentes, da cor do zinco. O anelar esquerdo distinguia-se dos restantes por estar parcialmente coberto por um adesivo. O empregado cruzou a sala pelo caminho mais curto e pousou o çaydanlik e o pequeno copo na mesa sem quase lhes tocar, fazendo exactamente o mesmo trajecto, com o mesmo número de passos para o interior do balcão. Do bule mais pequeno do çaydanlik verteu um chá escuro até dois terços do copo, perfazendo o resto com a água fervida do segundo bule. O perfume das folhas à mercê da água era tão intenso, que me obrigou a levantar os olhos. A deusa segurava o copo com as duas mãos, e gradualmente elas adquiriam vida e a cor normal de mãos.






Comentários

  1. sê bem-regressado à tua casa, Manel :)) já tinha saudades.

    (essa mulher dá cabo de ti :b)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também sinto saudades, principalmente das flores :)

      Eliminar
  2. Nada como um aconchego quente para retemperar a alma. Deusa? Conta mais.

    ResponderEliminar
  3. Voltás tea!!!!!!!!

    Beijinho e boas festas afilhado.

    ResponderEliminar
  4. Voltasti, com um tea renascente Manel, voltaaaaasti, que alegria! :)

    Vieste passar o fim d'Ano connosco.
    Louvado, sejas, Manel...

    Esse çaydanlik turco = a chaleira foi para rimar com varejeira?

    Brinco, Manel...não te zangues, porque eu estou muito feliz.

    Beijos, Cigano lindo.
    Felizes Festas.

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã há mais ninguém que me ature :)
      boas festas, Janita, pelo corpo todo!
      beijos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. e tu acordada até tão tarde...
      (para ti o que é estar com a mosca?)

      Eliminar
    2. (tá com a telha)
      No melhor pano cai a nódoa

      Eliminar
    3. tantas formas de dizer que se está chateado...

      Eliminar
  6. Bebi deste chá, fiquei quentinha. Olá Manel :)

    ResponderEliminar
  7. Que bom, ler-te de novo, Manel.

    Que o novo ano que está a chegar seja também ele bom.
    E cheio.
    Repleto dessas tuas inspirações boas por ele fora.
    :)

    [Mam'Zelle, a fazer de conta que é anónima.]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ano que termina em 8 só pode ser bom :)
      bom ano Menina

      Eliminar

Enviar um comentário