domingo, 6 de agosto de 2017

despensa

Restam-me apenas alguns minutos para o dia terminar e não consegui escrever. Numa tentativa desesperada de arranjar um tema, arrasto-me pela bloga e verifico que ninguém escreveu sobre o estado do tempo, ou sobre a arte de entrar sem pagar um cêntimo, nem mesmo sobre alguma romaria dessas tantas que animam as aldeias do nosso querido Portugalinho. Tenho saudades dos foguetes, das voitures dos emigras a encher todos os estacionamentos, da música alta e arranhada a sair dos altifalantes montados na torre da igreja. E prontos, é isto, não tenho mais nada a dizer. Posso finalizar com uma descrição do conteúdo da minha "despensa" que não é mais que um armário de cozinha onde "tetriso" vários enlatados e massas. Sim, eu sei que tenho vários problemas. 




16 comentários:

  1. Tenho 24 latas de atum, 6 de feijão preto, 1 de arenque, 3 de sardinhas, 8 de leite de Coco, 8 de tomate em pedaços, 3 de feijão vermelho, 2 de feijão frade é 3 de milho.
    Faltam-me torresmos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. falta a lata de leite condensado :) tenho duas, e tenho feijão, sardinhas, atum, leite de coco também, tudo em quantidades mínimas que o espaço nã abunda...

      Eliminar
  2. Também tenho algumas, mesmo sabendo que não são comida saudável, lá vem um dia em que o tempo é pouco e zás, sai uma lata de feijão, ou de atum, também de coco e óleo de palma, e polpa de maracujá e de manga, ou um frasco de palmito, ou cogumelos, ou de espargos - impossível não ter latices em casa eheheheh

    Não te martirizes tanto ciganito, antes faz as malas, anda daí, vem para cá, para o portugalinho, sendo mau, será melhor que isso aí, digo eu.

    Beijinho afilhado mailindo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã são assim tão más, depende dos conservantes que usam, por exemplo as sardinhas e o atum são bastante saudáveis e muito seguras. tenho ideia que as de fruta são as piores, sei lá, ouvi, mas pode ser tudo inventado. em miúdo comia muito pêssego em conserva, vá-se lá saber porquê...
      portugalinho vem cá ao je, já falta pouco :)
      beijos, super madrinha

      Eliminar
  3. ...traduzirá a despensa o nosso estado de espírito?!
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ehehehehe, espero bem que nã... ou a minha diz que sou pouco exigente e preguiçoso todos os dias!

      Eliminar
  4. Folgo em saber que não sou a única pessoa com problemas.
    (Por acaso, entendi "despensa" como metáfora. A minha está sempre vazia e ou desarrumada.)
    (Sim, consegue estar vazia e desarrumada em simultâneo.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. um dos meus problemas é a arrumação... gosto de ter tudo muito organizado!
      ainda estou a pensar no vazia e desarrumada...

      Eliminar
  5. Respostas
    1. nã é bem uma despensa... mas dá para as necessidades :)
      beijos Tutu

      Eliminar
  6. E grão de bico... Ninguém ainda falou em lata de grão de bico... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. realmente... que falha! vou já tratar disso :)

      Eliminar
  7. Eu lata tenho pouca, mas gostava de ter uma despensa cheia :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. gostava de ter um supermercado... nã aprecio ter de ir ao supermercado :)

      Eliminar
  8. Gosto de imaginar uma pequena aldeia escondida, por exemplo nos Alpes Suíços, para onde um grupo de portugueses eruditos emigra em agosto, degustando iguarias preparadas por chefes contratados e onde conjuntos sinfónicos alternam com bandas de jazz experimental nos espectáculos nocturnos. Sessões de poesia são declamadas e apenas se joga xadrez no jardim. Uma espécie de micro-emigração para tentar um qualquer equilíbrio cósmico anual ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. na tua imaginação é um grupo de portugueses eruditos, mas na realidade é um grupo de portugueses milionários :)

      Eliminar