segunda-feira, 29 de maio de 2017

mizeria

cheguei com uma hora de atraso e mil pedidos de desculpa. é normal atrasar-me, mas nunca mais de uns minutos. andei perdido, disse. era meio dia e eu sem mapa e um sol que era um pináculo, perdi o sentido. enquanto andei perdido, andei feliz, mas não disse. ocupei o lugar vazio e comemos. só lá fui para me perder, pensava, enquanto engolia um pedaço de carne sem sabor e recusava a salada de pepino com natas. estava do outro lado da porta e já lhe sentira o cheiro. não suporto salada de pepino com natas. no regresso era necessário perder-me de novo, repetir ruas nos dois sentidos e observar as sombra que dantes eram plenas de luz. vejo mais quando estou perdido. sinto o dobro quando estou sem sentido. 


mizeria- salada de pepino e natas, muito típica. 

34 comentários:

  1. Que miséria de salada mesmo.
    Perdidos, os sentidos ficam mais apurados, já o tino... :-))

    Beijoca afilhado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tino é coisa que se foi com os dentes, nã é?

      Eliminar
  2. também eu e não é o dobro, é o triplo.

    ResponderEliminar
  3. É a vertigem de nos mergulharmos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nunca ajudes os desorientados e perdidos... posso ser um

      Eliminar
  4. uma questão de marketing. para o desconhecido temos expectativas baixas ou nenhumas, estamos mais propensos a ser surpreendidos.

    Falta-me romantismo para avaliar a vida de outra forma, é um negócio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. podíamos ficar ricos, se nã fosse o romance :)

      Eliminar
  5. Manel, precisamos sempre de ver mais quando estamos perdidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. por isso nunca digas o caminho a um perdido :)

      Eliminar
  6. Respostas
    1. quando nã há mais nada, contento-me com a perdição :)

      Eliminar
  7. Mizeria, uma receita a repetir, que nela não existe erro algum, querido Stormy :)

    ResponderEliminar
  8. :) Desta vez colocaste o significado do título e, assim, não precisei de andar perdida à procura...
    Tirando a salada que nunca comi, mas sei que não gostaria dessa mistura, adorei todas as palavras.
    As que disseste e as que ficaram por dizer...:) É bom perdermo-nos, pois é??

    Beijos, Manel de Todos-os-Tempos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é uma miséria de palavras :)
      uma miséria em todos os sentidos
      beijos, Janita

      Eliminar
  9. Quando perdidos, cheira a mistério e isso é bom. Salada de pepino com natas? nunca provei...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã ajudes os que se perdem... eles nã sabem, mas é bom andar assim :)

      Eliminar
  10. "Foste envolvido no movimento "selinho Blog em bom", tens agora vinte e quatro horas para escolher um blog que gostasses de ser, explicando-nos, num post, porque é que aquele blog é mesmo um blog em bom e para desafiares mais cinco bloggers para este interessante desafio que pretende promover o convívio entre todos os bloggers, ou então um panda bebé morrerá e todos sabemos que os pandas são animais fofinhos que não merecem falecer só porque alguém não responde a um desafio."
    Manel, mê rapaz, é isto! :D
    Beijocas

    ResponderEliminar
  11. Não mataste nada um panda. Manel, tu não acredites em tudo o que te dizem :)

    ResponderEliminar
  12. eu mandei-te um....tadinho...confiou em ti...

    ResponderEliminar