quarta-feira, 12 de abril de 2017

gnossienne

o mundo acaba amanhã, disse o velho que se sentou ao meu lado no mesmo banco virado para o mar. depois puxou de um cigarro e fumou em silêncio. o fumo entrou-me pelos olhos, picando a pupila fragilizada pela claridade. talvez ele não tenha dito que o mundo acabava amanhã, mas outra coisa qualquer sobre o azul esbatido, ou uma reflexão sobre o monte de penas que ali jazia a poucos metros. é estranho, mas era capaz de jurar que o ouvi dizer que o mundo acabava amanhã, e ele parecia tão certo disso quanto eu. e apesar de estarmos os dois certos, para grande espanto, o mundo continuou.



27 comentários:

  1. Ai afilhado, tenho que te dizer tudo: Amanhã é futuro e ele não terá especificado qual amanhã seria. Ele estaria com os vapores do... fumo :-))

    Beijocas tantas

    ResponderEliminar
  2. o mundo acaba todos os dias um bocadinho. depois, renasce um bocadinho todos os dias.neste movimento, é possível que algum fumo se nos entranhe nas reflexões.
    bom dia, Manel.
    beijo,
    Mia

    ResponderEliminar
  3. Quantas vezes o mundo já acabou assim nas palavras de alguém que parece certo disso.
    ~CC~

    ResponderEliminar
  4. um dia acaba mesmo e somos apanhados desprevenidos.
    por isso é que tenho sempre à mão um caderninho, música e meia dúzia de batons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. com excepção dos batons, estamos no mesmo barco :)

      Eliminar
  5. Talvez por isso seja melhor viver o presente do que nos preocuparmos com a incerteza do amanhã.
    Linda a música, Manel.

    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas é boa a sensação de estar errado e o mundo nã acabar :)
      beijo Helena

      Eliminar
  6. Todos os dias o mundo acaba para alguém Manel, mas enquanto não acabar para nós é porque nesse dia somos imortais :) Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dias de imortalidade... interessante :)
      beijo Maria

      Eliminar
  7. e o que é que fazias hoje se o mundo acabasse amanhã?

    ResponderEliminar
  8. A única vantagem da sacana da velhice é que, muitas vezes, vem acompanhada de uma grande sabedoria. Mas como somos humanos continuamos a enganarmo-nos. Felizmente para nós, pois viver o resto da vida sem nos espantarmos, sem nos surpreendermos, seria uma morte anunciada, seria o acabar do mundo já hoje... é que ele nem sequer esperaria pelo amanhã.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é como dizes... só nã posso dizer nada sobre sabedoria, nã é uma cena que me assista :)

      Eliminar
  9. Ah...eu pecadora me confesso!:) Acabei de furtar (e não roubar) a musiquinha. Gosto!
    Obrigada. Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Mas não acabou, pelo menos para nós, que aqui nos encontramos, neste espaço livre de fumo e com muito sonho à mistura.

    Beijos, Manel das tempestades :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nunca esteve tão próximo de acabar :)
      beijo Tutu

      Eliminar
  11. Então Manelito, o que se passa contigo, menino?
    Encafuaste-te aqui neste silêncio de espuma e espanto, a pensar que o mundo vai acabar 'amanhã'?
    Vê só quantos amanhãs já se passaram...Não penses tanto que te fazes velho antes do tempo.

    Ah...ciganito, o mundo está aí todo à tua espera, mas é!!

    Um beijo e um abraço. :)

    ResponderEliminar