domingo, 22 de janeiro de 2017

pés

Perdi a oportunidade de a pisar, ou de ela me pisar a mim. Bastava ter dado um passo, um simples passo e tudo podia ter sido diferente.
Nunca nos tocamos. Podíamos ter começado pelos pés.

Sir Galahad Fotografia de Keystone no Getty Images

28 comentários:

  1. A foto está espectacular. até o autocarro nos transporta aos finais dos idos de 50 inícios de 60, acho eu.
    Quando ao texto...um lamento que poderia pertencer a qualquer um de nós.
    Aquele pequeno passo que não demos, o gesto que não fizemos, a palavra que ficou por dizer...
    Gostei muito! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigado Janita, é sim um lamento, mas também um aviso aos que temem dar um passo em frente :)

      Eliminar
  2. Ficará a lembrança do que poderia ter sido. E talvez isso não seja mau. Os sonhos, por norma, suplantam a realidade. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. podemos lembrar o que nã aconteceu? é uma perspectiva interessante, principalidade para quem esquece com um piscar de olhos :)

      Eliminar
    2. Luísa gosto disso de ficar a pensar o que poderia ter sido! Assim, e porque a ficção muitas vezes suplanta a realidade, nascem as mais belas histórias.

      MMT o que não falta aí é oportunidades para aventuras fantásticas. Amanhã pisa uma e depois conta :)

      Eliminar
    3. mas eu quero pisar aquela... a do ensaio... nunca mais é quarta-feira!

      Eliminar
    4. Estás a apreender a dançar o tango?

      Eliminar
  3. Ai pisar a moça, que horror! Imagina que ela tem arames nos dedos dos pés?!!

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã me ocorreu essa dos arames... mas se pisar, será gentilmente :)

      Eliminar
  4. e por nunca ter acontecido, é uma história que podes continuar a sonhar. e acrescentar um novo capítulo. :)

    deixo-te um beijo, Sr. Tempestade. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. temo que se chegar a acontecer, seja já tarde demais... e acordo.
      beijo menina do violino :)

      Eliminar
  5. Tens que estar mais atento. Pudesse eu pisa-lo i aqueles joanetes nunca mais voltariam a ser os mesmos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. uma é ferros, a outra é joanetes... começo a ficar preocupado com essa irmandade! prontos, nã piso! :)

      Eliminar
    2. Pisa, pisa. Não desperdices nada. Estou a falar a sério, agora.

      Eliminar
    3. e atão também és uma personificação do "olha pro que digo, nã olhes pro que faço"?

      Eliminar
    4. pisar impossibilidades é mais complicado. mas ando a treinar...

      Eliminar
    5. estou aqui a imaginar que amanhã muita gente vai estar a ser pisada... só por via das dúvidas :)

      Eliminar
  6. Que bonito Manelito, mas acho que o toque aconteceu num sitio não visível a olho nu...
    Beijo Moço bonito :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigado Sandra, só gostava de saber se ela também sentiu...

      Eliminar
  7. Pragmática até à medula, creio que as pisadelas que não damos são tão justificadas como as que damos.

    ResponderEliminar
  8. gosto muito das histórias que ficam suspensas e de gente que fica suspensa nas histórias :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. gosto de histórias com finais felizes... pena nã saber contar nenhuma.

      Eliminar