terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Nesso

Era uma vez uma rapariga de saia e poncho. Havia neve e frio, e a rapariga esperava no passeio do centauro para atravessar. A saia era curta e rodava e o poncho curto também, e rodava de forma a sobrepor-se numa segunda roda, o que originava um efeito interessante. Mas o que realmente concentrava nela a atenção de trinta e dois indivíduos nas imediações, era a porção boa das suas coxas, visíveis a partir de uma certa altura em que as meias vindas dos pés, deixavam de ser opacas e pretas, e passavam a ser transparentes, com pequenos pontos que pareciam flores bordadas na própria pele. Caminhava naquela roda à minha frente e parou no passeio para atravessar. Do outro lado o centauro continuava dominado pelo semideus, mas só as estátuas não voltaram a cabeça na sua direcção. Estava frio e passei por ela, e reparei que nem era bonita, mas as coxas por si garantiam que o trânsito parava antes do sinal mudar. 

Héracles e o centauro Nesso, 1599 | Giambologna | Loggia dei Lanzi, Florença



17 comentários:

  1. Não podes ver umas coxas de saias...
    (E eu com o frigorífico cheio delas, sem saias e fresquinhas...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. elas estavam ali para serem vistas, com pouca roupa, com temperaturas que nem o teu frigorífico sonha :)

      Eliminar
  2. E tu aproveitaste a paragem para atravessar também certo? Dois em um :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu segui. gosto de fazer o caminho junto ao centauro :)

      Eliminar
  3. Andarás a dormir em pé, Manel? Isso deve ter sido sonho...

    ResponderEliminar
  4. Ai, que friiiiooooo!

    Beijocas, Stormy boy :)

    ResponderEliminar
  5. e sinal que não estas morto,
    anonima

    ResponderEliminar
  6. E tu olhando a meias com os restantes trinta e dois.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. era impossível nã olhar, mas juro que foi com olhos só de ver :)

      Eliminar
  7. Já deu para perceber que o menino (está melhor assim?) não resiste às coxas do mulherio.
    (são todos iguais. :p)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas resisti, nem atravessei atrás dela, fiquei do mesmo lado...

      Eliminar
  8. Nem tudo é perfeito, mas certos detalhes merecem mesmo a nossa atenção. ;)

    Beijos!

    ResponderEliminar