sábado, 28 de janeiro de 2017

jejuno

... ou o dinheiro do frigorífico, os dedos do meu avô escrevem neste teclado e outras desgraças normais. 

Juntei dinheiro durante quase meio ano para um pequeno frigorífico. O outro velho que entrou lá em casa começou a fazer barulhos estranhos, e foi quando comecei a colocar dinheiro de parte para o substituir. No fim do ano o frigorífico ainda não tinha dado o último suspiro e então paguei ao Peres. Dei-lhe o dinheiro que tinha de parte e outro tanto que pedi emprestado. Quinze dias depois o frigorífico avariou.

Herdei os dedos do meu avô. Quando o sono se aproxima e a cabeça começa a tombar, ele toma conta dos meus dedos e escreve por mim. Entre cada parágrafo leva o cigarro à boca e fecha os olhos quando o fumo o envolve. De manhã tenho várias linhas escritas que não me recordava de ter, e um montinho de cinzas no chão. 

Agora em vez de uma tenho duas para esquecer. E a primeira não está a facilitar as coisas. Não quero escrever mais sobre isto, aliás, não quero escrever sobre mais nada. 

15 comentários:

  1. Tem que ter cuidado com os aminoácidos, meu caro.

    ResponderEliminar
  2. Duas?... A segunda não será do teu avô?
    :)

    ResponderEliminar
  3. ao menos deixa o teu avô escrever...

    ResponderEliminar
  4. Meu querido afilhado, andarás tu a comer demais à noite?

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. jejuno também quer dizer em jejum...
      beijos madrinha

      Eliminar
  5. Os frigoríficos são sobrevalorizados.
    Tens sorte por o teu avô escrever por ti. Eu tenho muito mais trabalho.
    Duas para esquecer é muito melhor do que uma. É como ter uma dor no dedo de cada pé. Fica tudo muito mais equilibrado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. estava a precisar de uma dose de optimismo :) obrigado e tens razão, é uma sorte...

      Eliminar
  6. Vais entrar em greve de escrita, Manel?
    Não nos faças isso...que vamos ficar muitos tristes e...em jejum.
    Olha: O dinheiro do frigorífico foi-se, mas haja saúde que hás-de ganhar mais.
    Os dedos do teu avô escreverem neste (nesse) teclado é uma mais-valia.:)
    As desgraças normais, se são as moças, arranjas uma terceira e esqueces logo essas duas.
    Queres melhor?
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o jejum é meu, mas talvez precise de parar uns dias, ultimamente escrever nã me deixa lá muito feliz... pode ser que o meu avô me substitua a tempo inteiro :)
      bom fim de semana Janita e obrigado

      Eliminar
  7. Tu e o teu avô escrevem muito bem. Deixa a parceria funcionar!

    Beijocas, Stormy :)

    ResponderEliminar
  8. Leio isto e percebo que, talvez, tenhas mais motivos para chorar do que eu.
    Arrebita pá! :)

    ResponderEliminar