sábado, 17 de dezembro de 2016

liquefeito

Viajo quando estou em filas de espera. As leis da física deixam de se aplicar e caminho pelas paredes em direcção à fluorescência estonteante até que alguém me abane, ou grite. Já estava perdido na camada de lã mineral quando um ligeiro embate nas pernas me trouxe de volta. Uma cria humana, fêmea, de chupeta na boca e passos pouco seguros, fintava-me com curiosidade. Disse-lhe "cześć" e desenhei um aceno com a mão. Não sei o que terá entendido, mas de imediato tirou a chupeta da boca e de bracito esticado no ar ofereceu-ma. 

daqui

18 comentários:

  1. oh... que cena tão bonita! :-)

    é para liquefazer, mesmo, contrariando todas as leis da física.

    ResponderEliminar
  2. As crianças sabem ler almas. Não é o que dizem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho que talvez estivesse com cara de quem precisa de uma chupeta :)

      Eliminar
  3. Deves andar de beicinho, daqueles que se põem quando se perdem as chupetas e nem te dás conta. Essa criança entendeu-te lindamente

    Beijocas afilhado mailindo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho que é mesmo isso, um beicinho :)
      beijos madrinha

      Eliminar
  4. Uma cena linda, capaz de derreter o coração mais empedernido - o que acredito não ser o caso - :)
    Fui ver o significado da palavra «cześć» e vi que quer dizer 'Olá' em polaco...

    ( se não estivesse já tão mal vista ( em certos blogues, qual janela indiscreta) perguntar-lhe-ia se vive na Polónia...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (Porque será que os outros meninos gostam de brincar com toda a gente menos consigo? Já se perguntou?)

      Eliminar
    2. Quais meninos cara Cuca? Não seja possessiva! A Vida é tão curta...

      Eliminar
    3. Ai Janita, a menina é tão aborrecida...

      Eliminar
    4. Em consideração ao dono do blog, não lhe darei a resposta que tenho na ponta da língua...

      Eliminar
    5. atenção que estão ali crianças :)

      Eliminar
    6. Ah, mas eu acho que as crianças poderiam ouvir, Manel. Não era nenhum palavrão...
      Até lhes serviria de exemplo.
      Pois é muito feio as pessoas se escudarem no anonimato para 'chamar nomes' aos outros. :)
      Boa semana!

      Eliminar
  5. as crianças são realmente fantásticas, esta deixou-me sem palavras :)
    podia ter colocado a tradução, grande falha, mas assim também entusiasmo os outros a aprenderem palavras novas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...são fantásticas e têm um grande sentido de justiça.( embora essa ainda fosse muito pequenina, agiu instintivamente. :) )

      Não foi falha nenhuma, para o novos cá na casa, como eu, até é bom irem aprendendo de onde provêm as raízes do Manel.

      Eliminar