quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

jazer


Sabia que ao encostar a cama à parede e virando a cabeceira para sul, os sonhos gorgolhariam das profundezas aos magotes. Só não me lembrei de como estaria gelada a parede, e ao tocá-la sem querer, pensei que jazias morta ao meu lado. Adormeci pela madrugada, cansado das batalhas que travei com impossíveis demónios durante a noite. A casa da minha avó era habitada por criaturas deformadas de garras afiadas, bocas podres com exalações chostras, pele de cortiça amarrotada, olhos raiados de sangue. Ouvia-os respirar na escuridão da entrada, sentados no sofá da salinha pequena a bebericar um chá em frente da televisão. Aguardavam por mim, os três monstros, dois deles descomunais, o outro mirrado e seco, feios e bafientos, calados quando me sentiram. Desfiz-me do arnês e da gálea para atravessar o estreito corredor, encostei o daishō na ombreira e parei sob o lintel da salinha. Temi mais por eles do que por mim. O mais pesado dos três ergueu-se e as suas garras envolveram-me o pescoço, levantando-me do chão meio metro. Um fio cristalino de saliva caia-lhe pelo queixo, e em vez de lhe dar luta, tentei abraça-lo. O mais raquítico dos três, coberto de rendas bolorentas e sujas, atirou-se às pernas, rasgando-me roupa e pele, tendões, expondo os ossos. O terceiro, o mais medroso e idoso, encaixou na boca cinzenta duas filas de dentes brilhantes e aproximou-se cauteloso, mas decidido e abriu-me as entranhas à dentada. Era o fim. Mas nos sonhos não se sente dor física, só o aperto, a imobilidade cruciante. E foi então que vi os livros na estante, por cima da televisão, arrumados do pó no interior da cristaleira. Os livros do meu avô, era nos livros que ele ainda vivia, só tinha de pedir que me ajudasse. A katana esvoaçou rápida no ar, dividindo em dois cada um dos demónios 

Nearby Dust Clouds in the Milky Way

22 comentários:

  1. Conseguisse eu pequenos furtos tão proveitosos e haveria de passar o dia a roubar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. gentileza tua :) se nã fosse o título, quase nada se aproveitava...

      Eliminar
  2. Com sonhos tão trabalhosos de construir, deves acordar derreado, exausto, feito num oito.
    Monstros bolorentos, maus, feios e agoirentos? Melhor é sonhar com as chaves da casa que ela teima em não te dar...:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hoje nã foi fácil, pondero voltar a virar a cama :)

      Eliminar
  3. Dá a sensação que o sr Manel é uma criatura do mal ou então ... há um dessassosego muito grande no seu universo! :) Vou pela segunda ideia!!!!!

    Boa noite sr Manel :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já lhe disse que a senhora dona Flor tem alma de cigana, nã disse?

      Eliminar
    2. :)) Disse.

      A vida é tão simples, sr Manel!

      Eliminar
  4. Respostas
    1. alguns, quando era pequeno, são quase todos de história, geografia... os temas predilectos do meu avô

      Eliminar
  5. Vira a cama de novo Manel, pode ser que sonhes com seres alados e de bom coração, mas vê lá não vires no sentido errado que ainda te aparecem unicórnios e homens cavalo, centauros vá :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vou deixar assim pelo menos mais um dia, a ver se ganho o hábito... centauros, nã devias falar nessas coisas antes de ir dormir :)

      Eliminar
  6. Na minha casa de família sempre fui perseguida por monstros. Os tenebrosos cortinados atormentavam-me com as suas sombras.
    Provocaste-me boas memórias. És um provocador.
    Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. juro que nã era essa a minha intenção :)
      como te provoco a escrever mais? nã estás de férias?

      Eliminar
    2. Férias? Ainda não tenho direito no emprego novo...daqui a umas semanas terei uns dias de descanso.

      Eliminar
  7. Ó afilhado, nesses sonhos não podes escolher o género, ser morto à dentada por monstrinhas era sempre melhor :-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olha, nã me lembrei disso :) numa próxima vou estar atento, se calhar podia escolher e nem sabia :)

      Eliminar
  8. Quero ver a esta hora o que vou sonhar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 4:30 é hora de fecho dos portais, se nã ficou nenhum mafarrico pra trás, é tranquilo :)

      Eliminar
    2. às cinco é que fecham os portais....

      Eliminar
  9. Ainda bem que não li isto ontem à noite.
    Estes monstros a conviver com um dos meus, havia de ter sido jeitoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se calhar podíamos emparelhar monstros, fazer casalinhos :)

      Eliminar