domingo, 2 de outubro de 2016

um


Passou uma semana inteira entre nós. Quando voltou perguntei se podíamos tomar pequeno-almoço no café onde param os velhos. Mostrou-me as fotos que tirou com o telemóvel, só algumas. Paris é imensa, diz, acho que isto é o sagrado coração, não sei bem. Aquele rectângulo negro imiscui-se na nossa conversa, atravessa-se entre os nossos olhares como um blindado. Desvio pela sala pelos velhos solitários que viram páginas cheias da decadência humana. Um vislumbre do que me espera. A solidão das mesas de canto, o café fraco a ficar frio. Os olhos dela ainda estão algures nas ruas de paris. Espero que retornem aos meus por magia, ou que a bateria se acabe. Ultimamente faltam-me as palavras para os fisgar, nada me ocorre para dizer para além do óbvio. Em breve vai partir numa nova viagem e não terei encontrado a coragem para lhe mostrar a falta que me faz. Ela não parece sentir a minha falta. Quando voltas, pergunto, ansiando que ela desta fique longe todo o mês, ou o tempo necessário para que consiga aprender a viver nos cantos.  

aguarela de Angus McEwan 

44 comentários:

  1. It's a sweet text .... sr Manel! Diga-lhe tudo o que lhe vai na alma! É bom para si e para ela.

    Bom domingo sr Manel! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa semana Florzinha, a esta hora já partiu sem nada:)

      Eliminar
    2. :( Uma noticia triste!

      Boa semana, sr Manel!

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Tão triste isso de não caber mais na vida do outro... mas, pode ser só uma impressão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bonito isso do caber... infelizmente ela nem terá tirado as medidas...

      Eliminar
  3. Respostas
    1. se nã sente a minha falta, nã me parece sensato dizer-lhe...

      Eliminar
  4. antes mil cantos, tortos, escuros e frios, do que mendigar a atenção.


    /a aguarela é linda/

    ResponderEliminar
  5. Se partir é porque não tem razão para ficar
    Ou a razão está longe - Ou não lha soubeste mostrar
    Ou ela tem alma cigana - E tu, cigano, queres acampar

    Beijinho afilhado mailindo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o problema não está na partida, mas sim na chegada... beijos madrinha

      Eliminar
    2. Para haver chegada, necessariamente houve partida. Daí, parece, não ver razão para ficar

      Queimar vela com mau santo, não me parece sensato, pode vir a faltar para santo que mereça

      Eliminar
  6. Creio que perdeste metade das tuas admiradoras :)

    Not me, que gosto de te ler e acho um encanto a conversa dos homens apaixonados :D

    Até ao regresso dela, pensa que tanta gente escreveu Cantos e dali saiu tanta cousa bela: Camões, Pound,... (nada de te encafuares, deves fazer o exacto oposto: sair, apanhar ar, ok, e de quando em vez uns Cantos :)

    Toma um abraço amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. admiradoras? moi? estamos a falar da mesma coisa? :)
      tu és uma querida, atiras a bóia e salvas-me de morrer afogado com esse abraço.. até me estou a ver a nadar como o camões enquanto segura os lusiadas...

      Eliminar
    2. i known that speech...

      tu consegues salvar-te sozinho :)

      Eliminar
  7. Da próxima atira-lhe o telefone para o lixo e rouba-lhe todos os beijos que quiseres. És cigano. Podes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. com a coragem terei perdido a ousadia... quando comprei vinham na mesma embalagem... em vácuo... nem cheguei a experimentar...

      Eliminar
  8. Sim, a Laruca, Cuca de seu nome, também te apresenta solução eficaz :D

    ResponderEliminar
  9. a mim pareces bastante só apesar de não estares no canto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. juntamo-nos os dois! cada qual a seu canto, a comer uma pescada cozida e a lembrar os desamores da juventude, enquanto a pele enruga mais um bocadinho...

      Eliminar
    2. essa ideia foi muito romântica... mas agradou-me em todos os sentidos :)

      Eliminar
    3. romântica?! dois velhos, sós, no refeitório do lar cada qual no seu canto, a carpir passados sem que ninguém os escute, sem que se escutem pois a audição se perdeu para ele nas obras, para ela nos call centers ... não me pareceu muito romântico.
      ;)
      beijinho

      Eliminar
  10. a mim pareces bastante só apesar de não estares no canto...

    ResponderEliminar
  11. Manel, faltam-te as palavras?...
    Será que também pensaste ou pensas em inventar mais palavras que te façam sentido na esperança de que lhe façam sentido?

    Tão bom o teu texto junto da bonita aguarela!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. entre o que escrevo e aquilo que digo há espaço para uma montanha :)
      talvez um dia as minhas cordas me deixem ultrapassar esse obstáculo e dizer aquilo que sinto...

      Eliminar
  12. Eu gosto de cantos, mas sou suspeita... :)
    Da próxima vez leva-a a um sítio melhor que o telemóvel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã sei lidar com telemóveis diante dos olhos... é um mundo novo...

      Eliminar
  13. dá ao desprezo e ela voltará :)
    eu sei que isto é muito mau, mas olha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso obriga-me a comprar uma embalagem de desprezo... já nã compro disso há muito tempo, nem sei se ainda o consigo usar... mas é uma ideia :)
      basta misturar em água, certo?

      Eliminar
    2. se for em álcool consegues melhor resultado.
      em tempo de guerra, vale tudo...há quem diga...(não sou eu, uma criatura tão pacífica...de vez em quando...)

      Eliminar
  14. estas f****o, tem calma!
    anonima

    ResponderEliminar
  15. Diz-lhe. Perdido por cem, perdido por mil. Prefiro mil vezes perder e ter tentado, do que perder sem arriscar. Arrisca cigano de um raio, diz o que te vai na alma.

    No final de tudo diz-me o que é que tens mesmo a perder?

    Beijo nesse coração grande. Gosto tanto de te ler.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. na pior das hipóteses perco uma amiga... o que só por si é bastante mau... mas o problema nã é o que perco, é como dizer... a minha alma é muda... desde a nascença :)
      beijo AC

      Eliminar
  16. Respostas
    1. tenho em demasia daquela cena... como se chama... cinzenta, com pés... responsabilidades!
      :)

      Eliminar
  17. gostei particularmente dos olhos dela que ainda estavam longe...e que ainda não retornaram aos teus
    anonima

    ResponderEliminar
  18. Competir-se com Paris é tramado, Manel. Até entendo que não te tenha dado, naquele dia, toda a atenção que, com toda a certeza, mereces. :p

    Quando ela voltar para a tua beira, tenta capturar-lhe o olhar. Não é preciso magia. É só preciso mestria. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já estive a ver se teria disso na gaveta das meias... mas tudo indica que mestria nunca tive :)

      Eliminar
  19. Escreve-lhe...

    Beijos, Manel da tempestades :)

    ResponderEliminar