terça-feira, 13 de setembro de 2016

nesga

Atravessou a rua com os olhos baixos quase a rasar o chão. Nem mesmo uma ruiva alta que levava vários olhares e piropos nas pernas os conseguiu içar das profundezas onde se encontravam. A ruiva por sua vez terá olhado o homem de esguelha com algum interesse, mas achou-o ingrato por não admirar a sua beleza como os restantes.

 Rémi Noël 

25 comentários:

  1. não gosto de ruivas, têm a mania de roubar atenções. E depois eu? Como fico?
    Se pudesse eliminava-as, não desfazendo as que possa estar a passar por aqui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã sei porquê mas achava que serias ruiva :)

      Eliminar
    2. Às vezes pareço mas, é da luz.

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. um texto bonito, mas com tamanha imprecisão :)

    ResponderEliminar
  3. Olhos a rasar o chão e consegue ver que é alta e ruiva. Ora vai-te encher de moscas malandro :))

    ResponderEliminar
  4. Ah... Mas aquilo que cabe numa nesga de olhar...

    ResponderEliminar
  5. Manel, ela tem efélides?
    Normalmente as ruivas têm...

    ResponderEliminar
  6. homem interessante...
    anonima

    ResponderEliminar
  7. Raios. As ruivas. Sempre as ruivas. A roubar todo e qualquer protagonismo. :p


    Devo confessar que sempre quis sê-lo. Nem tanto para receber piropos, que isso qualquer morena também os recebe. Mas é, de facto, uma cor de cabelo fascinante.
    Só ainda não os pintei porque tenho medo de não me ficar bem. Prefiro ficar na doce ilusão do "e se fosse ruiva..." ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nã digas a ninguém, mas as morenas são as mais bonitas :)

      Eliminar
    2. eheheh. Tudo bem, Manel, vou guardar só para mim. ;)

      Eliminar
  8. Ummm! Essa nesga não era assim tão nesga, uma ruiva arranca olhares até dos mortos :))

    ResponderEliminar