quarta-feira, 28 de setembro de 2016

breve

senti tudo como se não tivesse pele sobre a carne, os órgãos à vista. mais
quebrado, as forças vazadas pelas pernas, parecia areia a escorrer nas âmbulas sem fim.
o frio da madrugada alivia a dor, amolece a espinha. numa maré tudo volta ao sítio. até as nuvens.

setembro tem os dias contados.

Vivi Mac


25 comentários:

  1. Pois é, Manel, o bom tempo para ti (que significa mau para os mortais!) está para breve!
    Apenas dois para esfolar o Setembro... E espero que os teus intervalos da escrita sejam breves.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também espero que os intervalos sejam breves... a distância das palavras fazem-me ainda mais mal disposto... e feio :)

      Eliminar
  2. Nem me fales, nem me fales que eu armo aqui uma choradeira.

    Porque demoras tanto, entre uns escrito e outro? hã?! hã?!

    beojoca afilhado mailindo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. porque o tempo nã tem consideração por mim :)
      beijos madrinha

      Eliminar
  3. devia ser sempre setembro. é um bom mês. é mês de estar de bem com deus e com o diabo.
    (classic barbecue, Manuel?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã foi um bom mês, aposto tudo no próximo :)
      (esta moça pinta com materiais pouco comuns... e efémeros!)

      Eliminar
  4. Não há mal que sempre dure... Mas eu gosto de setembro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... nem bem que nunca se acabe :)
      nã tinha nada contra setembro se as nuvens viessem com ele :)

      Eliminar
  5. texto enigmático...como é a mona lisa.
    (bem bonita esta versão, concorrente de leonardo da vinci),
    anonima

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. texto fraquito, sem imaginação, quase cuspido :) efémero... como pinturas com molhos :)

      Eliminar
  6. Deixem-no ir, ao Setembro, venha outro que este já está gasto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. alguém que me compreende :)
      para ti mando o sol sempre que quiseres :)

      Eliminar
  7. A maré trará um outubro novinho em folha.

    ResponderEliminar
  8. mal empregadinha mousse...
    o que é que te dói afinal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qual mousse, qual quê?! ainda nã trocaste de lentes?
      doí-me as ideias...

      Eliminar
    2. olha, afinal é barbecue! tive que fazer um zoom gigante para ver, se calhar vou ter que trocar as lentes outra vez, as coisas que tu me ajudas a diagnosticar...
      o barbecue deixa-me menos pena, prefiro os doces.

      Eliminar
  9. Não gosto muito de Outubro.
    Não gosto nada de Novembro.
    Muito menos de Dezembro (o pior de todos os meses do ano).
    Nem o meu aniversário, em Janeiro, serve para me animar.
    Não quero ouvir falar de Fevereiro.
    Março já é melhorzito. Tem anos.
    Só renasço, aos poucos, em Abril. (se não se lembrar das águas mil)



    Fixe, fixe era conseguir hibernar estes meses feios todos... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas é a melhor altura do ano :) chegam as noites longas, as temperaturas baixas, os espirros melancólicos, as mantas e as lareiras :) a chuva interminável e as meias grossas, por júpiter, como sinto falta das meias grossas :)

      Eliminar
  10. O tempo passa demasiado depressa, verás.

    Beijocas, Stormy boy :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã consigo decidir se quero que pare ou se quero que avance...
      beijos linda Tutu :)

      Eliminar
  11. Escreves tão bem! Quase senti o teu sentir ;) e a imagem é espectacular!

    ResponderEliminar