sábado, 30 de julho de 2016

storia

Tirei uma senha azul e esperei pela minha vez. Poucos minutos depois o meu número surgiu no ecrã. Notei que diversos números haviam saltando aleatoriamente até chegarem ao meu, mas nenhuma das pessoas que esperavam em silêncio reclamou. Aproximei-me do único balcão de atendimento em funcionamento, mas informaram-me que estava no sítio errado. Muito prestável e sempre com um sorriso, a funcionária indicou-me que devia subir ao segundo andar e então ai retirar uma senha amarela e esperar pelo meu número. Também me entregou um formulário que devia preencher com letra legível e entregar nesse guiché. Quando sai em direcção às escadas reparei que havia um descomunal sinal onde se podia ler Rescisões 2º piso. Subi ao segundo e depois de retirar uma senha amarela, procurei um lugar desocupado onde pudesse tranquilamente preencher o pedido de rescisão. Havia mais de vinte números à minha frente, mas não seriam mais de cinco as pessoas que esperavam ser atendidas, todas também em silêncio. Quando completei o formulário de duas perguntas, o meu número surgiu de imediato no ecrã e dirigi-me ao único guiché posicionado no centro da parede mais distante, onde uma outra funcionária, ainda mais sorridente e prestável, recebeu o meu pedido. Pressionou levemente os dedos no teclado colocado à sua frente, sem nunca olhar para este ou para o ecrã do computador. Depois uma máquina posicionada no seu lado esquerdo engoliu o formulário e mantendo o sorriso e os olhos próximos dos meus, quis saber o destino. Não tinha pensado em nada em concreto, só queria mesmo era sair.



14 comentários:

  1. Rescinde. Sai da estória e começa uma nova. É sempre tempo de recomeçar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) já sai, vamos lá ver onde me meto desta... beijos AC

      Eliminar
  2. A vida é isso mesmo, histórias que acabam e outras que começam, bora lá afilhado, venha a próxima, que cá estaremos para lhe dar luta :))

    Beijoca afilhado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vamos lá embora madrinha que já o dia se alevantou e eu nada fiz :) beijos e mais beijos

      Eliminar
  3. Manel, interessante como consegues prender-nos do princípio ao fim. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. que exagero Isabel, é deitar letras na panela... quando nã faço ideia sobre o que escrever :)
      beijos

      Eliminar
  4. És um pirata, Manel... Francamente! Quando queremos rescindir coisas não tiramos senhas... Atiramos bombas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tenho diversos e determinados olhos postos nisto, nã posso andar por ai a dizer que ponho bombas e coisas do género... está tudo em código, nã entendeste? :) beijos Capitã!

      Eliminar
  5. Eu também rescindo.
    É boa coisa para se fazer ao domingo...

    ResponderEliminar
  6. Ai que vontadinha de sair e partir para parte incerta, Manel Trovoada...

    ResponderEliminar
  7. Rescindir pode ser o princípio de tudo.

    Beijocas, Stormy boy :)

    ResponderEliminar
  8. rescisões no final de um mês, e decisões a iniciar outro?

    ResponderEliminar