sexta-feira, 22 de julho de 2016

fuselo

avancei pela nuvem tremular de moscas até ao balcão. queres ir a algum lado? perguntei-lhe sem saber o nome. deslaçou o avental e dirigindo-se para a mesa do fundo gritou: oh Zé, toma conta aqui do tasco que eu venho já.

Dead Flies by Magnus Muhr 

9 comentários:

  1. "Descalçar o avental" é quase perfeito. Aquilo é uma pele que, uma vez posta, é muito difícil de se descolar.

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. nunca corre... nem quando o tempo aquece :)

      Eliminar
    2. Já estou baralhada... Talvez seja do calor!

      Eliminar
    3. nã é calor, apenas frutos de imaginação... :)

      Eliminar
  3. Credo afilhado, a coisa tá assim tão má, que já convidas desnomeadas?

    :))

    ResponderEliminar