quarta-feira, 23 de março de 2016

talisca

Descosi um bolso para que a tristeza escoasse. Grão a grão foi desaparecendo, misturada com a brita poeirenta do caminho. Não havia na tua voz rastro. Nada se agitava no horizonte. Nem um galho, um agouro, ou vulto negro. Nada. Só a desordem imensurável à vista desarmada, na sequência de linhas e colunas do tabuleiro. Quando alcancei os teus olhos, estavam cheios de dúvidas à minha espera. Então voltei a coser o bolso. 

T-Magazine-New-York-Times-2015-Bruce Weber 

26 comentários:

  1. Assim nă há condições, senhor Manel, uma pexôa quase que .... que se apaixona por si ... ou pelo o que escreve! :))

    Boa noite senhor Manel

    ResponderEliminar
  2. Deixa o bolso descosido, Stormy! A tristeza fica melhor caída no chão, esquecida.

    Beijocas animadoras, miúdo :)

    ResponderEliminar
  3. Não cosas o bolso, ARRANCA-O de uma vez, e lava a roupa em água corrida, deixa que a tristeza se afogue...

    Abreijo afilhado mailindo

    ResponderEliminar
  4. Em vez de cozer podes sempre esclarecer-lhe as dúvidas, os medos. Talvez dar-lhe a mão. :)

    Um beijo, Manel. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã posso esclarecer o que nã entendo :) mas dei-lhe a mão, e teria dado o resto...

      Eliminar
  5. Deixa os grãos da tristeza caírem ao longo do caminho. Vais sentir-te mais leve :)

    ResponderEliminar
  6. Manel, um pouco de tristeza também faz bem... Para equilibrar, naquele sentido do vaguear bem doseado entre a sombra e a luz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, o meu problema é que nã sei o que é pouco :)

      Eliminar
    2. Pois, um problema transversal.
      Mais: é difícil reconhecer que a tristeza tenha algo de bom antes de ela abalar.

      Eliminar
    3. é, por vezes só é visível depois...

      Eliminar
  7. Há dias em que a tristeza não cabe nos bolsos. Deixa-a cair que não mais vai ficar guardada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e se for de estimação? nã há nenhuma associação protectora de tristezas que depois me vá aborrecer?

      Eliminar
  8. E o desenquilíbrio? :)
    Toca é a reagir, para afastar a tristeza!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já foi o dia do equilíbrio, agora só pro ano que vem :)

      Eliminar
  9. não cosas, sempre areja e se te comichar... bem... pois...

    olha, aqui em casa não são permitidos desgostos de amor que durem mais de 24 horas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eles aqui deixam, só nã é permitido fumar.

      Eliminar
    2. eles aqui deixam, só nã é permitido fumar.

      Eliminar
    3. o mais estranho é que só me acontece contigo :)

      Eliminar
  10. Também há tristezas de bolso. De formato mais pequeno, mais leves, mais transparentes, cabem em qualquer bolso, sem ser preciso descosê-lo :)

    Agora a sério: mais um texto que se lê com prazer, à vista desarmada.

    Um beijinho, Manel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e sabes se há em segunda mão mas em bom estado? precisava de uma dessas :)

      Eliminar