sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

suficiente

Quando o meu irmão nasceu, não entendi porquê que os meus pais precisavam de outro filho. Cheguei a perguntar à minha mãe se eu não era suficiente. A minha professora primária, sempre me achou suficiente, era o que ela escrevia nos cadernos e depois nos testes, suficiente, por isso eu achava-me suficiente. Mas aparentemente os meus pais não acharam e tiveram outro filho. Para alívio de todos, o meu irmão foi suficiente para os meus pais, mas para a professora primária, outra que não a minha, foi mais que suficiente e chegava a casa com bom e muito bom no caderno. O meu irmão é um desmancha-prazeres, ele tirou-me o prazer de ser suficiente. 


insónias fomentam postes estúpidos...

36 comentários:

  1. Não concordo com as letras pequeninas. Hoje dou-te BOM.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BOM? uauuu :) ao fim de tantos anos finalmente um bom, se o meu irmão sabe disto...

      Eliminar
  2. talvez o propósito maior da vida seja essa, manel, encontrar a nossa própria escala e mandar a dos outros às couves. afinal, comparar o que não é igual, adiante de quê?

    abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) mandar às couves, nã podia estar mais de acordo! abraço Flor.

      Eliminar
  3. :))

    Está tão giro.

    Sou a filha mais nova, não tive essa sensação mas sei que o meu irmão a teve. O certo que é passei a infância à "porrada" com ele, e claro perdia.Mas já estou como a flor, encontraste a escala certa :)

    Beijoquinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. espero que isto nunca seja lido pelo meu irmão!
      beijos Snowy :)

      Eliminar
  4. Manel, no mínimo dava-te Bom!
    E eu até já dei aulas uns anos... Portanto, terei algum entendimento da coisa.

    Mas suficiente não é mau!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. gosto do suficiente, é uma palavra mais ampla :) mas é bom saber que me davam mais...

      Eliminar
  5. olha, tenho três filhos, e quando nasceu o segundo, o drama do mais velho é que queria um irmão mais velho, não um mais novo... estás a ver?

    estás a precisar de hipnoterapia Trovisco...(brinco...)
    'be yourself, nada mais' :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. posso dizer que consegui essa proeza, tenho um irmão mais novo que parece mais velho :) é muito mais responsável e nã escreve tolices destas!!

      Eliminar
    2. O que seria a vida sem tolices... Uma chatice...
      Bom domingo Bom Tempo :)
      Se eu gaguejar....

      Eliminar
    3. O que seria a vida sem tolices... Uma chatice...
      Bom domingo Bom Tempo :)
      Se eu gaguejar....

      Eliminar
  6. Meu querido afilhado, a suficiência de uns, é tantas vezes maior, que o muito bom de outros, que dando o seu melhor, não chegam a ser suficientes... Pensa nisso

    Abreijo da madrinha
    E deixa-te de ciumentadeiras :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. suficiente para mim é suficiente, seria suficiente uma bela casa junto ao lago, uma mulher inteligente e bonita, filhos perfeitos em número suficiente :) livros nas estantes, janelas de sol, palavras com fartura, isso era suficiente...

      Eliminar
  7. Olá Manel, bendita insónia :)
    Em miúda, pequenita, sempre que viajava com os meus pais para o Alentejo tinha um ritual. Abria a janela do carro, em andamento, sempre que avistava uma cegonha, e gritava para ela trazer-me uma irmã :) Nada! Os meus pais sempre acharam que eu era suficiente.
    Não há fome que não dê em fartura - Sou mãe de três. :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. então foram essas maganas que trouxeram o fedelho :)
      invejo-te, por teres sido suficiente e pelo feito de seres mãe de três!
      beijo Té

      Eliminar
  8. Insónias fomentam posts suficiente-mente bons para serem lidos e apreciados. Este teu é um bom exemplo disso. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. agradecido, mas continuo a achar o resultado fraquito :) se nã fosse o unicórnio, era mesmo insuficiente...

      Eliminar
  9. O que importa é que o temos e conquistamos nos seja suficiente.

    Abençoadas insónias, Manelito :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. só a Miss Smile para abençoar insónias :)
      será normal o suficiente diminuir com a idade? começo a achar que suficiente era dormir a noite inteira, de preferência umas oito horas...

      Eliminar
  10. Concordo contigo, insónias fomentam estes muros que separam!
    O que eu não li aqui é o que me preocupa.
    Aviso que hoje a Fava está azeda...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Favinha, as insónias são como unicórnios sentados na sanita a ler sobre unicórnios, nunca fazem sentido :)

      Eliminar
  11. Para não ficares triste dou-te um
    Satisfaz +

    Deixo-te o desafio de revelar o que lês quando estás na sanita.
    (Fiquei curiosa)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Satisfaz + parece um anúncio a uma marca de preservativos :)
      que raio de desafio, o que leio na sanita... esse momento tão íntimo :)

      Eliminar
  12. Manelito, nunca vi um excelente que chegasse aos calcanhares do teu suficiente.
    O teu texto é prova disso.
    Beijoca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixas-me sem jeito com elogios desses :) obrigado Sandra, beijos e beijos.

      Eliminar
  13. Fizeste-me sorrir com o teu post, para mim estás aprovado com excelente! :)

    Hoje também eu andava com insónias, publiquei um texto às 4 da manhã. :)

    Um beijo, Manel. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. são sorrisos que pretendo :)
      podemos combinar e mando a minha insónia ir ter com a tua, de preferência a um precipício...
      beijo Castiel e obrigado.

      Eliminar
  14. Lá em casa foi ao contrário :P
    Muito bom Manel...
    :)

    ResponderEliminar
  15. Também fui suficiente, com excepção para as línguas. Garanto-te que não fiquei atrás dos Bons e Excelentes pela vida fora!

    Beijocas, Stormy boy. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. era péssimo a línguas... na escola!
      beijos Tutu :)

      Eliminar