sábado, 8 de agosto de 2015

bonifacio

Não, eu não fui de férias. Mas as palavras foram, deixaram um bilhete curto na mesinha que dizia: fomos de férias. Pensei que elas tinham ido para sempre, já não as encontro desde o início do verão, mas afinal foram de férias, para o sul, Bonifacio, até me mandaram um postal.


8 comentários:

  1. São umas parvalhonas, essas tais de palavras! ;)

    Beijinhos, Manel. :)

    ResponderEliminar
  2. Ufa!!! Afinal foram de férias, já pensava terem morrido sem aviso :))
    Até à volta!

    ResponderEliminar
  3. Manelito, não te agastes meu amigo, que desse mal não és o único a padecer.
    Nem sempre as palavras fluem, porque nem sempre temos mote ou ímpeto emocional e afectivo para esse efeito, destituído de qualquer obrigação ou imposição. Às vezes o tempo rouba-nos tempo ao tempo e sem tempo e sem mote não há palavra que se apresente condignamente.
    Deixo um beijo rapaz e relaxa, o que te vier que sair, a palavra o dirá.
    Beijinho e bom resto de Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se as vires... diz-lhes que me fazem falta. beijo, bom domingo

      Eliminar
  4. Se as vires, dizes-lhes também que me sobram mas não escorregam, sei lá.:)
    Beijo Manel

    ResponderEliminar