sábado, 25 de julho de 2015

estiramento

Hoje ao sair da estação dos correios, falhei o último degrau. Não foi tão mau como daquela vez em que a bicicleta ficou pelo caminho, apanhada por qualquer falha da estrada e eu segui em voo sozinho, como nos desenhos animados, aterrando com os dentes no asfalto. Desta vez não provei o chão, mas fiquei de quatro no meio de uma multidão que passava com pressa, só uma senhora de idade perguntou se estava bem, agradeci mas deixei-me quedo na malfadada escada, vendo-a afastar-se, feliz por não ter sido ela.


2 comentários:

  1. É nestes pensamentos que moram os seres humanos lindos
    Afilhado Tu é lindo pa carago!!!
    :))



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho que me expliquei mal... ela é que estava feliz, nã era eu...

      Eliminar