terça-feira, 20 de janeiro de 2015

infiltração


... ou a vontade de ocultar partículas de tempo.



7 comentários:

  1. Também eu sofro de infiltrações no músculo cardíaco e, apesar de inúmeras visitas ao AKI, Leroy Merlin e afins, passo a publicidade, não consigo resolver o problema da permeabilidade do maldito revestimento em carne viva encarnada.
    Já me deixei de remendos e fita-cola. Limito-me a encaixar os pedacinhos estilhaçados e rezo, rezo muito, (e logo eu que não tenho Deus nenhum) para que os temporais amorosos me passem ao lado.

    ResponderEliminar
  2. Não sei, nunca tive nenhum. Mas pelo sim pelo não, se conseguires arranjar um, empresta-mo, ou então, dá-me um bocadinho. Só quero se for um Deus milagreiro, e dos bons, senão não vale a pena, pois o meu caso é crónico e de extrema gravidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. podemos começar por um santo... assim para iniciados, que dizes?

      Eliminar
    2. Se for um santinho pecador, ainda vá que não vá, resisto a tudo menos a uma pecadora tentação. Mas se for um santo, mesmo, mesmo muito santo, nem pensar, é que não sei o Acto de Contrição nem sou dada a Penitências...Deus me livre de tais acções!

      Eliminar