sábado, 3 de maio de 2014

zagaleto



Ela não gosta que me deite nu, diz que lhe parece estranho.

Não aprova o meu fato-de-treino, nem aquele que é castanho!

Ela odeia o meu cheiro, diz que nunca tomo banho

Nem gosta da minha barba, reclama que arranho!





Ela não prova o meu arroz, nem que seja o de tomate!

Ela não beija os meus lábios, só se eu tivesse um iate…

Ela não gosta do que faço, mesmo sendo um biscate,

Ela odeia o meu sabor, só coberto de chocolate!





Ela não gosta das minhas amigas, só arrastadas na lama.

Fica doente de ciúmes, é um belo melodrama!

Ela não quer nada comigo, nem sequer partilha a cama

Contrai-se o meu coração, mas ela nem quer ver o electrocardiograma!





Podia tentar ser um homem melhor, mais sofisticado.

Leva-la a jantar fora, vestir um fato, ver um bailado…

Ela era capaz de gostar disso, até porque sou bem dotado

E a noite podia acabar na cama dela, acorrentado, açoitado…





Mas ela não gosta de jogos, muito menos dos brinquedos

Ela não lê o que eu escrevo, não lhe agrada os enredos.

Ela não partilha o que sente, guarda em si mil segredos,

Oh! Mas eu gosto tanto dela, só queria meter-lhe os dedos!





Ela não gosta de caminhar, ela não me dá a mão

Ela diz que quer ser minha musa, mas não me passa cartão!

Ela não chora por mim, ela não me guarda afeição.

Ela não acredita no que digo, insiste que sou um aldrabão!





Mas talvez ela seja areia a mais na minha carreta,

Ela usa perfume francês, roupa de marca e lingerie preta…

Somos de mundos diferentes, diz que não sou poeta

!Se ao menos ela me deixasse lamber-lhe a buceta…





Ela diz que não lavo os dentes, a isso nem comento!

Ela nunca acorda bem disposta, atira-me um olhar nojento.

Ela tem os pés frios, ela não gosta das coisas que invento

Ela sabe muitas línguas, ela pensa que sou um jumento.





Ela não quer casar comigo, diz que sou um zagaleto…

Mulherengo, um basculho, que passo o tempo com o pau erecto

Ela não gosta de o meter na boca, preferia a de um preto.

Ela é má para mim, mas eu queria escrever-lhe um soneto!








inspirado na mais recente musa... plagiado de "She's Too Good For Me" Sting

Sem comentários:

Enviar um comentário