terça-feira, 6 de maio de 2014

lacónico

Não sei onde foi, voou rápido como um pássaro, a quem só a sombra se avista no momento em que levantamos os olhos daquilo que os manteve cativos… quando dei por mim era passado, a noite arrastava o véu pelo horizonte, e um cansaço de morte apoderava-se da carne… menos um dia vivido.


Sem comentários:

Enviar um comentário