quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Zabela

Zabela prometera dar-lhe a volta em trinta dias.
trinta dias apenas para encontrar um manancial e perfurar um poço de esperança, nem mais nem menos a partir daquele minuto, contados os dias, trinta, pelos dedos do cigano.
em troca, comprometia-se o cigano que empresta mau tempo sem juros, a aguentar-se esses dias sem partir com as malas aviadas, comparecendo em todos os que podia de bidão vazio.

se não aparecesse, avisaria de véspera com um recado no postigo.


Sem comentários:

Enviar um comentário