terça-feira, 27 de novembro de 2012

महिलाओं *

*(aurat) mulher

quando por fim repousou a cabeça sob a almofada ortopédica, já o marido roncava de bruços, tal e qual uma morsa de farto bigode, esparralhado no colchão como se tivesse acabado de dar à costa. nem deu pela sua presença, nem quando aproximou os pés frios e cheios de joanetes, na esperança que ele rodasse para o lado oposto, e quem sabe até tombasse do leito.
estava quase a adormecer, embalada pelo assobio seguido do grunhido que sacudiam as molas com harmonia, imbuída nas vidas alheias, satisfeita com as nomeações lá da casa da dona teresa, quando uma música estranha ecoou por todo o apartamento. tacteou no escuro a cabeceira e atirou num golpe veloz o copo, onde guardava em água a dentadura. levantou-se aflita e confusa, pisando a alcatifa bordô encharcada, maldizendo em surdina o vizinho de cima… é o diabo aquele, a mim não me engana…

1 comentário:

  1. https://www.google.com/imgres?imgurl=http://www.arte.it/foto/600x450/26/39755-original.jpg&imgrefurl=http://www.arte.it/notizie/italia/%25C3%25A8-banksy-l-artista-pi%25C3%25B9-popolare-della-rete-11135&h=450&w=600&tbnid=W-ml0X3ypqskYM:&docid=5iWRAFisuNKWWM&hl=pt-PT&ei=IFuIVuCfDsGiab2Xn9AI&tbm=isch&ved=0ahUKEwjgr-KDoozKAhVBURoKHb3LB4oQMwgdKAAwAA

    ResponderEliminar