lonely

 

Ainda não tinha chegado à estação quando os meus fantásticos auriculares novos começaram a queixar-se de falta de energia. É um dos poucos inconvenientes de não terem fios, o outro é o receio constante de os deixar cair em todos os bueiros da cidade. Fazer a viagem sem música, mesmo que curta, foi um martírio. Especialmente às sextas quando as pessoas se animam pela proximidade do fim da semana e falam bastante mais alto e efusivamente. A música faz-me muita falta, cheguei ao trabalha acabrunhado, metido nos meus assuntos, ignorando até o cumprimento estranhamente simpático do chefe. Mentalmente comecei a elaborar a lista das dez coisas que podem tornar o meu dia muito melhor e cuja falta, pode originar um gigantesco amuo que se estende até à hora do almoço. Aqui vai, a ordem não está relacionada com a importância:

1.       Café

Sem café é impensável atravessar a manhã de trabalho. Desde há uns anos para cá que aprendi a viver com cafés maus, mas compensei com o aumento da dose diária de cafeina. Posso passar alguns dias sem (dois no máximo), por exemplo se for em viagem e estiver muito relaxado (tipo coma), mas não sou eu. A falta provoca-me dores de cabeça e também noto que me baixa drasticamente o limiar de paciência. 

2.       Boxers confortáveis

Se calhar toda a gente pensa da mesma forma, mas não é um assunto sobre o qual converse frequentemente, por isso não sei o que se passa com as vestimentas interiores da maioria da população. Não consigo usar boxers apertadas ou demasiado soltas, também não tolero meias que deslizem até aos dedos. É uma tortura. Se amanhã acordasse rico, a primeira coisa que comprava era meias e cuecas. Embora o facto de serem novas nem sempre é vantajoso, depois de lavadas umas seis vezes na máquina, adquirem o ponto certo. 

3.       Óculos

Já não consigo passar sem óculos. Dantes eram os óculos de sol, mas agora também são os de ver. Quando comprei estes, eles vieram com a parte de lentes de sol que se adaptam por ímanes e é bastante prático. Sim, com a idade estou a ficar picuinhas e gastador ao mesmo tempo.

4.       Auriculares, música, spotify

Ainda sou do tempo das cassetes e dos vinis, assisti com emoção à chegada dos cds e minidiscs. Acreditem que amei com todo o coração o meu primeiro mp3, mas nunca imaginei que um dia poderia ter toda a música do mundo num telefone e com apenas um toque podia escolher e saltar músicas, consoante o meu estado de humor. Até faço listas adaptadas às diferentes atividades, dias da semana e planetas que visito!

Já falei dos auriculares, sem fios, grande autonomia (carrego uma vez por semana, quando não me esqueço), com “noise cancelling” que é o mesmo que dizer: ignorar pessoas com estilo! Tantas, mas tantas vezes me falam e eu não escuto. Foi um dinheiro bem gasto.

5.       Telemóvel

Em tempos fui daquelas pessoas que frequentemente deixava o telemóvel em casa. Não gosto de me sentir dependente, mas já não me parece ser possível viver sem este retângulo de vidro temperado, até porque me permite fazer montes de merdas, como ler notícias, fazer pagamentos, ver as horas, acordar-me, mandar mensagens, não me perder, pedir comida, ouvir música, tirar fotos, ver séries e ainda ter certificados de vacinas, bilhetes de avião e transportes. O curioso, é que raramente faço telefonemas.

6.       Livros

Acho que já disse aqui algures que sou dono de uma basta colecção de livros. Se gastasse metade do que gasto em livros em roupa interior, se calhar era mais feliz. É um objeto de afeição e que me acompanha quase todos os dias. Consigo ler em praticamente todos os sítios e posições. E dá-me aquele extra de charme.

7.       Dinheiro no bolso

Apesar de pagar a maior parte das coisas com cartão ou com o telemóvel, ando sempre com dinheiro no bolso. Já me safou de situações complicadas e em alguns sítios não aceitam outro tipo de pagamentos. Não corro o risco de ficar sem beber por causa de dinheiro, nunca!

8.       Banho

A minha higiene diária é composta por dois duches, ou um duche e meio. Com meio quero dizer que não chego a lavar a cabeça. Mesmo que não saia de casa, tenho de tomar banho. Para mim é como um ritual, talvez equiparado a um religioso que faz a sua oração diária. Enquanto tenho a água a escorrer por mim, organizo os pensamentos, planeio o dia, tenho ideias e fico limpinho. Além disso, é relaxante e revigorante ao mesmo tempo.

9.       Caderno e caneta

Embora não sejam itens essenciais, carrego-os comigo praticamente para todo o lado. É um bocado inútil, até porque ultimamente não escrevo nada de interessante. Saberei que bati no fundo quando começar a enumerar listas de dez coisas.

10   Mochila

A mochila é necessária para carregar toda a tralha que adquiri para tornar os meus dias melhores. Também a uso para ir às compras e para quando quero ser interpelado pela segurança de uma loja ou supermercado. Acreditem que funciona.




Comentários

  1. Gostei de ficar a conhecer um pouco - bastante mais - dos teus
    gostos, ou, se quiseres, necessidades básicas, Manel. :)
    Sozinho, creio bem que nunca andas, pois a companhia das cuecas confortáveis, dos óculos para ver e para o sol, do bloco de notas e da caneta, da indispensável e eterna mochila, dos livros, sempre fresco e limpinho, limpinho, com o duche e meio diários, dinheirinho no bolso, telemóvel, auriculares sem fios e café com fartura...quem precisa de namorada?
    Força, Manel, deixa-te estar sozinho que estás bem! :)
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheheheheh, sim, nã há solidão que me acompanhe, quando tenho um mundo na mochila :)
      beijos, bom fim de semana

      Eliminar
  2. O telemóvel também bloco de notas, e podes fazê-las falando ahahaha.
    ok, no caderno fica registado para memória futura .

    Beijinho afilhado mailindo e limpinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. às vezes escrevo no telemóvel, mas como levo mais tempo, acabo por nã desenvolver as ideias, fica assim um pouco mais sintético... no caderno tem outro fluir, pelo menos para mim
      beijos madrinha, bom fim de semana

      Eliminar
  3. O que significa/consiste, "escrevo nada de interessante"?
    Acaso serás um influencer nado-morto?????????????????????
    Toma um abraço e cala-te (às vezes)!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu leio o suficiente para achar que aquilo que escrevo actualmente perdeu qualidade. nã sei se é a desilusão da vida, a despaixão :) falta de musa... é a vida
      beijos, Grande

      Eliminar
  4. 1 - Café, ajuda as enxaquecas e tensão
    2 - Felizmente a pandemia colocou a roupa interior confortável na moda, sou fã da cueca da avó desde sempre.
    3 - Os óculos são parte de mim, como se tivessem nascido comigo. Mas não saio de casa sem sapatos confortáveis, tenho alguns (mais do que devia) não muito caros porque no norte de Portugal aprendemos a saber escolher bom calçado no início da decada de 90 quando o primeiro par cosido em casa nos passou pelas mãos.
    4 - Odeio auriculares, divirto-mo muito a ouvir as conversas dos outros.
    5 - Telemóvel, se me esquecer não volto atrás para buscar nem passo o dia preocupada mas já não consigo deixar em casa propositadamente. Nunca atendo chamadas.
    6 - Tenho muitos livros e ando sempre com um, são óptimos para me camuflar enquanto ouço as conversas dos outros e evitar conversas de circunstância. Compro cada vez menos  os que estão em domínio público online são cada vez mais.
    7 - Dinheiro, não traz felicidade por si só mas a segurança de saber que se o tem ajuda muito.
    8 - Sou a favor de duches rápidos o número depende do calor, deixei de poder lavar o cabelo todos os dias porque estava fraco.
    9 - Caderno e porta-lápis com canetas, lápis...
    10- Mala ou mochila, consigo passar mais de uma semana se repetir mas porque me dão muitas, no Natal, Aniversários...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o calçado confortável esteve quase para fazer parte do meu top ten, porque é realmente onde invisto dinheiro... mas é algo em que nem sequer equaciono outra opção. tenho pés de príncipe como a minha mãe diz :) usei aquelas botas para acentuar o arco, custavam um ordenado!

      Eliminar
  5. Confesso que somos parecidos numa questão de gostos.
    Feliz fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. aposto que o Ricardo nã fica tão amuado como eu :D
      bom fim de semana

      Eliminar
  6. Uma lista que nos ajuda a conhecê-lo melhor. Algumas dessas coisas também andam sempre comigo.
    O telemóvel, dinheiro, o cartão multibanco, livros, café, e óculos.
    Abraço, saúde e bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sou bastante normal, acho :D mas se ajuda, farei mais listas do género
      Saúde, bom domingo, um abraço
      (resgatei do spam, sim, nã sei o que se passa)

      Eliminar
  7. Parece que metade dos comentários que fiz ontem, ou não foram aceites pelo sr. Google, ou foram parar ao spam.
    Também tenho uma lista de objetos que não dispenso.
    Café
    dinheiro
    cartão de cidadão
    cartão multibanco
    livros
    telemóvel
    bloco e caneta.
    Abraço, saúde e bom domingo

    ResponderEliminar
  8. Sozinho?
    Com música e livros nunca se está sozinho.
    Para mais, limpinho, com cuecas confortáveis e óculos, é meio caminho andado para atrair companhia.
    Os óculos dão um ar intelectual e a mochila um ar "teenager".
    Não há sereia aí na costa, Sr Polvo?
    Um abraço do Algarve,
    Sandra Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sereias haverá, mas talvez me tenha desabituado da companhia :)
      um abraço ou oito :D

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares