espirrote

Vesna, senhora da juventude e do fim do inverno, mentira. Estou de passagem para visitar um familiar, disse desviando depois a conversa na minha direção, como quem desvia as silvas com uma vara para atravessar a mata. Vais ficar aqui muito tempo? Ela sabe que fico pelo menos até ao fim de fevereiro. É o meu tempo, depois o dela.

Tinha as maçãs do rosto da mesma cor das luvas de lã, os lábios roxos a morrer de frio. Sobe, disse-lhe, levo-te a casa. Não sei se aguento cavalgar nessa tempestade negra. Afasta as nuvens e deixa o sol aquecer-me, e podemos caminhar um pouco se não tiveres nada para fazer. Tinha paletes de chuva para carregar, ventos acutilantes para sacudir, mas fingi estar desocupado. 

Gosto da companhia dela, talvez porque estamos sempre desencontrados e guardamos todas as coisas que queremos contar, mas depois o tempo é sempre pouco e a conversa embora pareça não ter fim, às vezes nem sequer precisamos de falar por palavras.

Impressiona-me a expressão dela ao cortar-lhe a cabeça.  Disse a senhora da vara e das luvas vermelhas. A mim impressiona-me mais a expressão do decapitado. Será que o pintor alguma vez assistiu a uma pessoa ficar sem cabeça?

Ontem julguei ver uma andorinha. Afinal são muitas e as árvores estralejam de rebentos. Vesna mentiu. 

Boomstammen in het gras, 1890 Tree trunks in the grass, VINCENT VAN GOGH 



espirrote Casca de pinheiroque estraleja e salta quando arde

Comentários

  1. Essas Vesnas que pululam por aí, num desses países estranhos, banhados pelo mar adriático, para onde tu te bandeaste, são primaveras fugidias e fingidas, mentirosas e enganadoras...Lá está, como a casca do pinheiro aparentemente inofensiva.
    Dá-lhe lume, calor, e vais ver estrelas estrelejando por tudo quanto é lado.
    Decapitaram o van Gogh? Cruzes, onde te foste meter, Manel...
    Abraços!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quase, foi só uma orelha :D
      o outro quadro era muito medonho, preferi as cascas das árvores... nã viste as andorinhas? olha que elas andem ai :)
      abraços

      Eliminar
  2. Talvez a Vesna não tenha mentido. Talvez também ela tenha sido enganada pelo aquecimento global do planeta.
    Abraço, saúde e um ano 2020 com muita saúde e alegria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 2022. Efeitos de ver mal os números.
      Abraço, saúde e um ano 2022 com muita saúde e alegria

      Eliminar
    2. Se a Elvira nã se tivesse corrigido, eu nem dava por nada :) por mim podia começar 2020 de novo
      Bom ano, muita saúde e alegrias

      Eliminar
  3. Começaste tão bem e depois vieste com os decapitados... Pensava eu que tinhas salvado o meu dia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. lamento, nã era essa a minha intenção
      fiquei arreliado com as andorinhas

      Eliminar
  4. Vesna mentiu por querer trazer a Primavera? Ora, ora...para afastar o Inverno, tudo vale. Poderia eu ser ela, embora não me veja a decapitar coisa alguma...(nem uma galinha).
    (se é que percebi alguma coisa...)
    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ehehehehehe, o que cada um entende daquilo que lê é precisamente aquilo que é suposto acontecer :)

      Eliminar

Enviar um comentário