vesna

Pastorava os melros e alguns piscos quando parei na berma e lhe perguntei se não havia engano. Calçava luvas vermelhas e na mão direita trazia uma vara com que me acertou. Transformo-te num rato, ou pior, numa pinha. Pinha, era a única palavra que eu sabia dizer em ucraniano. E ela ensinou ao ouvido, mas o coração não aprendeu.



Comentários

  1. Ao preço que estão os pinhões, considero que ser transformado numa pinha é um imenso privilégio.

    ResponderEliminar
  2. Também acho que aprender uma língua nova exige muito coração:) E ainda para mais Ucraniano. E fingir não vale, rapidamente será transformado.
    Bom ano de 2022!
    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já tentei aprender demasiadas e no fim nenhuma :)
      Feliz 2022

      Eliminar
  3. Independentemente do teor da publicação, foto e texto deslumbrantes, que muito elogio, passo para lhe desejar um PRÓSPERO E FELIZ ANO NOVO de 2022, extensivo à sua família.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  4. Ouvi muita passarada, chilreios até mais não,
    pinheiros, nem deles a sombra ...e pinhas?
    Fiquei apenas com a minha__ que já não
    dá para enfeitar__ já lhe comeste o pinhão... :)

    Feliz Ano 2022, Manel.
    Forte abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito bom! temos poetisa :)
      Bom ano Janita, beijos e abraços

      Eliminar
  5. Que maravilha de vídeo!
    Tens que pôr ouvidos no coração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não está nada. só tem côdeas... anda à chuva que elas amolecem e vão caindo aos poucos

      Eliminar
    2. ehehehehehehe, muito bom :) já a mandei, julgo que a recebeste...

      Eliminar
    3. como nadinha? fui pescá-las sem galochas de propósito...

      Eliminar

Enviar um comentário