gratidão

 o homem que fala no interior da máquina diz que devo ser mais grato. consigo perceber porquê que o diz. esqueço de ser grato. tenho dado mais atenção a todas as outras coisas, principalmente às que me deixam ansioso e com uma sensação estranha no peito. stress, diz o homem dos remédios, isso é capaz de ser stress. toma um relaxante muscular. tomei e ouvi o homem da máquina e depois a mulher quando o sono não vinha. escreve todos os dias por aquilo que estás grato, três linhas é suficiente, diz o homem que fala do interior da máquina. eu consigo. a caneta imobiliza-se acima da primeira linha. tenho saúde, penso. tenho uma família que se preocupa comigo. tenho trabalho, embora os recuos sejam superiores aos avanços. mas continuo a sonhar, talvez deva ser grato por isso. é isso que escrevo. 

Comentários

  1. Ter saúde e trabalho é uma sublime dádiva de Deus.
    .
    Um domingo feliz
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ter família é uma sublime dádiva... tudo o resto de nada vale, a meu ver :)
      boa semana

      Eliminar
    2. Sem dúvida que ter família é o mais importante da vida, e uma dádiva para a estabilidade emocional

      Cumprimentos poéticos

      Eliminar
  2. Ir pela "psicologia positiva" não resolve.... digo eu....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois eu tenho ido pela negativa e também nã está a dar resultado...

      Eliminar
  3. Isso de manteres o teu 'dealer' dentro de uma caixa parece promissor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os resultados são ainda pouco expressivos... mas às vezes dá para dormir :)

      Eliminar
  4. 1- Ser grato por teres saúde, acho bem, embora não saiba bem a que entidade ou pessoa, devas agradecer. Talvez a ti mesmo, por não estragares a saúde com maus hábitos alimentares e outros vícios perniciosos.

    2 - Ser grato pela família que tens e se preocupa contigo, sim. Acho que deves agradecer à tua família.

    3 - Sentir gratidão por teres trabalho, já fico um pouco na dúvida. Grato? Por quê e a quem? À entidade patronal que te dá trabalho? Mas tu, em contrapartida, executas a tua obrigação profissional com brio e sentido de responsabilidade. Tanto lhes deves tu gratidão como ele/s a ti. Nos dias que correm em que todos correm (passe a repetição da palavra) atrás de emprego e do vencimento mensal, mas que lhes dê pouco trabalho, quem é que devia ser grato, o patrão ou o empregado, assalariado, o que for? Ah...pois, Manel, escolhe lá outro item... [que tal aos amigos que te querem bem?]

    Beijos, Manel! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. talvez me tenha explicado mal... ser grato nã quer dizer que esteja realmente a agradecer a alguém... é mais para me focar em coisas positivas, achados únicos, tipo hoje poderia ter dado graças pelas árvores que perdem lentamente a folhagem e nos ramos quase despidos fico na dúvida se são pássaros ou folhas mais resistentes :) outra coisa, eu nã dei graças pelo trabalho... dei pelos sonhos... e é claro que os amigos também são para agradecer, se calhar devia ter dito família e amigos, porque no fundo é todas as pessoas que quero muito bem :)
      beijos, boa semana

      Eliminar
  5. Sabes que também faço isso. Escrevo no telemóvel e quando estou choca, leio.
    Também estás choco? Mirraste, octopus man?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tu às vezes viras fêmea Cephalopoda?
      só as orelhas nã mirram, tudo o resto tem ido :)

      Eliminar
    2. mais vezes do que gostaria, ultimamente...
      mirraste... isso explica muita coisa...

      Eliminar
  6. Ser grato por tudo o que se tem é importante. Ajuda a minimizar o que se não tem.
    Ter uma família que se ama e nos ama e se preocupa connosco é uma dádiva da vida.
    Ter trabalho é importante embora não seja exatamente aquilo que gostaria. Continuar a sonhar é capital. O resto é importante mas não muito. Toda a gente mirra alguma vez na vida.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. em miúdo fazia-me confusão a "mirra" que os reis levavam ao menino... pensava nela com propriedades mágicas, tipo de encolher pessoas ao tamanho de formigas :)
      bom fim de semana, muita saúde e abraços

      Eliminar
  7. Eu também acho que mirrar pode ser bom, embora me custe a convencer muita gente disso, sobretudo os homens . O que é pequeno se for aquilo que é essencial é afinal grande - é a tal história do minimalismo. Tirando a saúde, essa maldita que me falhou muito e que agora de quando em quando se arma em parvinha, acho que as outras duas coisas são bens essenciais, talvez substituísse a família por seres amados/amigos ou acrescentasse. Mas a vida não é só feita de agradecer o que temos, é também de sonhar com o que (ainda) queremos.
    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os polvos mirram e nã deixam de ser comidos :) melhor exemplo nã deve haver...
      tenho agradecido pelas coisas boas para nã pensar muito nas más... nem nos sonhos que parece que nunca se concretizam

      Eliminar
  8. Não sei porquê mas o blogger deixou de me notificar das publicações de meia dúzia de pessoas que sigo, tu, afilhado mailindo, foste uma delas. Estranhei a ausência de palavras e vim ver o que se passava. Ainda que 3 linhas, eu corro atrás, por isso, bora lá fazer o que diz o homem da máquina.

    Beijin ho da madrinha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isto nem é propriamente escrever :) é só por palavras em linhas
      beijos madrinha, saúde :)

      Eliminar
  9. Temos saude, tenho o meu amor comigo, temho os manos, tenho trabalho que adoro ... estou grata.
    A verdadeira anônima
    P.S. O q mais abomino é a ingratidão

    ResponderEliminar

Enviar um comentário