incógnitas

"um post por dia até ao fim do corona" dia 32

Coloquei algumas sementes numas embalagens de morangos com terra na beira da janela, mas na confusão, esqueci-me de identificar cada uma das caixas. Agora começaram a germinar e não faço a mais pálida ideia do que seja. Se alguém se sentir familiarizado com as minhas incógnitas, por favor avisem. Caso contrário, podemos fazer apostas e daqui por umas semanas, se tudo correr bem e isto não morrer tudo, conhecemos os resultados. Será coentros?




Comentários

  1. Antes de terem cheiro, não te sei dizer - neste momento são daninhas, aos meus olhos eheheheh

    Esperemos que cresçam, vai regando

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu lá ia plantar daninhas? oh madrinha, já estou a ver que tu só para provar e cheirar :)

      Eliminar
    2. Quando falei de cheiro, foi porque me pareciam coentros, mas não tinha a certeza, já se tivessem cheirinho, era outra coisa. Salsa também não é mau, gosto das duas .
      Não esqueças que sou pitosga :-)

      Eliminar
    3. já confirmei, estive a pensar nas sementes que tinha e depois fui procurar e afinal é mesmo salsa e está a crescer bem. Depois coloco mais fotos :)

      Eliminar
  2. Olha...pra já, esta em primeiro plano é feijão e aquelas lá mais à frente, apesar de mal semeadas - por muito juntas...também. :)
    Lá mais para a frente te direi de minha justiça. Mas coentros nã me parece, para já.

    Essa terra parece a casca de pinho que tenho no meu quintal, a cobrir a terra, por mor das ervas daninhas.

    Dorme bem, Manel. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Janita! Qual feijão, qual quê, mas tu nã vês que são do tamanho de um alfinete? e por estarem juntas me leva a crer que foi semente piquena, agora tenho de arrancar as que estão demasiado juntas e deixar só algumas... também já nã acho que sejam coentros...

      Eliminar
  3. Odeio coentros.
    Nunca irei perceber porque é que os portugueses saíram daqui, (do norte) a conquistar terra por aí abaixo, com salsa nos alforges e chegados ao Alentejo a trocaram por coentros. Não percebo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tu nã digas blasfémias, tu nã odeias coentros, tu nunca comeste coentros como deve ser, esse é o teu problema... e que história é essa dos portugueses irem por ai abaixo com salsa... os coentros já eram usados pelos egípcios, ainda nem havia portugal... se nã os usam em todo o país, é porque são totós... e a salsa, o sonho dela era ser coentro!

      Eliminar
    2. A salsa também vem de trás, mas os portugueses souberam usar-se dela, até que chegaram aí abaixo. Alguém importante da campanha quis ajudar na preparação do rancho e disponibilizou-se a ir apanhar salsa mas como não sabia distinguir essa tão nobre erva apanhou coentros no seu lugar e os outros tiveram pudor de dizer que aquilo não era salsa e também não sabiam explicar que tinha gosto de detergente da loiça porque ainda não tinha sido inventado e a loiça era lavada com cinza...Então, comeram e não bufaram. Ninguém me tira da cabeça que foi o próprio rei a cometer esse erro, se calhar até foram os coentros que o fizeram ver anjos e santinhos em Ourique...

      Sim, este é um assunto que me entusiasma um bocadinho. Isso das Guerras de Alecrim e Mangerona é opereta de marionetes p'ra meninos. As Guerras de Coentros e Salsa é que são, pá!
      E isso sim era um desafio aceitável para esta coisa dos hebdomedários das internets (como diz o outro), melhor que escrever todos os dias mesmo que não haja nada para dizer.
      'Coentros ou Salsa?' é um repto que deixo aos nobres escribas.

      Eliminar
    3. olha, sua casmurra nortenha, afinal é salsa... mas nã voltes a dizer que os coentros sabem a detergente... é como uma facada ne meu coração alentejano

      Eliminar
    4. Da loiça, Super Pop de Limão, não me perguntem como sei, sei e pronto.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. ia falhar, confundo tudo - como quando ia fazer uma sopa de espinafres e me agarrei a um molho de agriões ( mas a sopa ficou boa na mesma)

      Eliminar
    2. são parecidos... e ambos são deliciosos. Mas acho que já descobri... é salsa :)

      Eliminar
  5. Bom dia:- Uma ideia original sem dúvida. Eu apostaria que eram Silvas, "mães" das amoras. Será??
    .
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ehehehehe, o Ricardo é que me saiu uma rica Silva! É salsa, homem, salsa!
      boa tarde

      Eliminar
  6. Penso que seja salsa. Quando começa a nascer a folha é lisa, só depois é que "ganha" os recortes.
    Progressos senhor maltês!
    Muito bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é salsa sim senhora, espero é que se aguente :)

      Eliminar
    2. é salsa sim senhora, espero é que se aguente :)

      Eliminar
    3. Tens que ficar atento aos infestantes! Não sei como é que encontram as plantas, mas que as encontram, encontram. Ah não expor demasiado ao sol. E não juntar com coentros. Não se dão! 😆

      Eliminar
    4. hoje tinha as couves que plantei todas comidas... mas nã foi caracóis...

      Eliminar
    5. As lagartas são minúsculas! E verdes, o que não dá muito jeito... É preciso inspeccionar as folhas todos os dias, pelo menos enquanto são pequenas. É tipo infantário. É preciso cuidar dos pequeninos! 😆

      Eliminar
    6. nã, nã foi lagartas... algumas plantas estavam arrancadas da terra, foi algo maior.
      nã tenho muitas lagartas, acho que os pássaros as comem, também é por isso que nã tenho um espantalho... alguns vizinhos estavam a ficar sem as alfaces... o que é verdadeiramente estranho...

      Eliminar
  7. Salsa?, então mas a salsa não nasce aos molhos envolvida em plástico nos supermercados? eheheh

    ResponderEliminar

Enviar um comentário