imunidade




A febre é usada pelo nosso sistema imunitário para combater infecções, ajudando as células imunológicas a arrastarem-se pelas paredes dos vasos sanguíneos para atacar os microrganismos invasores. As crianças são mais susceptíveis a ter febre porque para o organismo delas pouco experiente, praticamente todos os vírus e bactérias são desconhecidos.

Normalmente as células imunológicas andam pelo corpo na corrente sanguínea, mas quando uma bactéria, fungo, protozoário ou vírus infecta uma pessoa, é preciso que esses agentes saiam da corrente sanguínea e atravessem os tecidos até ao local onde as células estão a ser infectadas. Quando a temperatura corporal sobe, faz com que os linfócitos T produzam proteínas de choque térmico que protegem as células contra o stress. Estas proteínas passam para a membrana destas células imunitárias onde se vão ligar a outras proteínas, as integrinas. O que acontece é que ao ligarem-se, ficam salientes da membrana e vão funcionar como uma âncora, fazendo com que os linfócitos que iam a navegar muito contentes da vida, saiam da circulação e fiquem presos nas paredes dos vasos sanguíneos. Estes complexos de integrinas também levam à migração dos linfócitos T para os locais onde está a ocorrer a infecção.

O aumento da temperatura corporal não estimula apenas a proliferação dos linfócitos, mas também aumenta a actividade de outras células imunitárias como os macrófagos, e ainda permite reduzir a actividade dos organismos invasores que se dão melhor à temperatura normal do corpo humano.

Quando os linfócitos T chegam ao local de combate, os macrófagos já lá estão porque estas células de defesa fazem parte da imunidade inata. O que eles fazem é automaticamente detectar e "comer" o organismo estranho, daí o nome macrófago, ou grande comedor. A este almoço chama-se fagocitose, mas eles não se limitam a comer estes organismos ou células anormais, pois também emitem uma sinalização especial para os linfócitos T, dando-lhes informação sobre aquilo que os espera.  Os linfócitos T possuem uma memória de vários ram, mantendo um cadastro detalhado de todos os agentes patogénicos que nos atacaram e numa eventual re-invasão, reconhecem o agressor e aplicam o ataque direccionado, tipo míssil teleguiado. Eles são os principais responsáveis pela chamada imunidade celular, e podem estimular ou atenuar a produção de anticorpos pelos linfócitos B (que são outros linfócitos diferentes), ou agirem directamente sobre as células corporais infectadas.

Já agora, anticorpos assim de uma forma simples, são partículas produzidas pelos linfócitos B que se ligam a outras partículas que existem na superfície de bactérias ou vírus. Os anticorpos contribuem para a imunidade de diferentes formas: podem impedir que os patógenos entrem nas células, porque possuem uma camada exterior diferente e não os deixam entrar, ou então estimular a eliminação dum patógeno pelos macrófagos colocando por cima do patógeno uma cobertura deliciosa de massapão, e toda a gente sabe que os macrófagos não conseguem resistir a massapão.











Comentários

  1. Estás a ver, Manel?

    Isso é o que tu deverias ter dito à Scarlett Johansson...ehehehe

    (Estou aqui morta de curiosidade pelo tanto que tu percebes de como funciona o sistema imunológico... mas vou refrear-me e não faço perguntas. )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (isto está tão vírico que as minhas próprias respostas desaparecem...)

      nã percebo mais do que o comum dos mortais, acredita, isto está muito simplificado...

      Eliminar
  2. Estava a criar alguma empatia pelos linfócitos T mas depois percebi que eram maus e entravam na história para ser comidos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se ficaste a achar que os linfócitos são os maus da fita e que são comidos... então eu nã tenho jeito nenhum para escrever argumentos :) ou explicar cenas... os linfócitos são aliados dos macrófagos, tipo England/ USA na grande guerra... os macrófagos actuam mais à bruta, comendo tudo e os linfócitos são um tipo de armamento mais específico...

      Eliminar
    2. Agora sim. História é a minha cena!
      Medicina não. De qualquer modo acho que tenho esses todos lixados por causa da esferocitose. A médica disse que ando sempre cansada por causa desses ou outros quaisqueres da família...mesmo q seja muito afastada :) . A doença manifesta-se de forma ligeira, vi-a dar cabo de um familiar por isso, não me dou ao trabalho de pensar muito nisso, para já...

      Eliminar

Enviar um comentário