Jojo

Ontem vi o Jojo Rabit. Está nomeado para seis óscares, mas se não receber nenhum para mim é igual porque é um filme fantástico. Confesso que já tinha perdido a esperança no cinema e até mesmo nas pessoas. Obrigado Taika Waititi. Obrigado ó Menina pela sugestão. Também quero agradecer à Scarlett por ela ser tão linda e talentosa. Acho que me babei um bocado. 
E é isto, não vou acrescentar mais nada, talvez só dizer que o momento me parece perfeito, 75 anos após o fim da segunda guerra mundial. Não esquecer também que neste momento só há três países na Europa sem extrema-direita (nós já não fazemos parte deste pequeno e simpático grupo). E o resto do mundo é o que já se sabe. 
Vejam o filme, falem dele, falem também das guerras, do holocausto. Não deixem que reinventem o passado, que amenizem todo o mal que se libertou. Travemos com todas as nossas forças a intolerância, o ódio, o nacionalismo, o fanatismo, mas sobretudo a ignorância.

"A única coisa necessária para o triunfo do mal é que os homens bons não façam nada.“ 
- Edmund Burke.



Comentários

  1. De nada!
    Eu ainda não vi. Mas ainda fiquei mais curiosa.
    Concordo em absoluto com o resto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. para mim foi muito melhor do que aquilo que estava à espera.

      Eliminar
  2. Fui ver o trailer, fiquei encantada.
    Obrigada pela partilha, cigano :) e obrigada à Tetisq ❤️

    ResponderEliminar
  3. Tal como a Tétisq e a Flor, também não vi o filme e nem fui ainda espreitar o trailer.
    Hei-de ver amanhã.
    Como, a esta hora, não me apetece falar/escrever muito, e em resposta ao teu apelo a que vejamos o filme e difundamos o que foi o holocausto, fui 'buscar' um comentário recente que fiz num blog amigo, que também falava sobre os 75 anos da libertação do campo de concentração de Auschwitz, pelos russos.

    ----------------------------------

    Janita disse...
    Não acredito que haja uma única pessoa que desconheça os horrores passados em Auschwitz, tantos têm sido os filmes e as séries televisivas passadas em todo o mundo.
    A primeira que vi, e ainda guardo na memória, foi "Holocausto", em que a principal figura feminina foi interpretada pela então jovem Meryl Sreep. Um horror!

    É bom que ninguém esqueça que os tarados assassinos, não morreram, estão sempre a renascer das cinzas...


    28 de janeiro de 2020 às 14:49

    --------------------------------------------

    Desculpa, Manel... mas hei-de vir cá novamente com a cabeça fresca, e depois de ver pelo menos o trailer do filme em questão.

    Beijos, Cigano e obrigada! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente parece que a história tem tendência a repetir-se, mesmo aquilo que foi tão horrível e inimaginável...

      Eliminar
  4. Estava com dúvidas mas já as desfiz: vai para a agenda!
    ~CC~

    ResponderEliminar
  5. Manel.
    Já estive a ver o "trailer" de Jojo Rabitt e, tal como a imagem me fez suspeitar, este filme é uma forma diferente de abordar o tema do holocausto. Tal como Taika Waititi fez referência, o Hitler nazista tem uma mentalidade de dez anos.
    Entre cenas mais ou menos cómicas e outras penosas, fica a chamada de atenção para as atrocidades cometidas e o alerta para que se tome muito cuidado para o perigo que há no ódio e na ignorância do malfadado preconceito.

    Uma vez mais mais o meu obrigada, Manel.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueço-me sempre que 'aqui' é uma hora mais tarde. Já deves de estar a dormir. :)

      Eliminar
    2. a essa hora já estava farto de babar o travesseiro :)
      o filme aborda a questão de outro ponto de vista, mas vais ver que nã foge muito ao trágico. Nã quero dizer mais. Vê se puderes, eu ainda estou maravilhado.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. segunda tentativa para comentário com reclamação em jeito de telegrama:
    fica difícil fazer comentários. STOP
    Já não estou sediada no Blogger. STOP
    Não me autorizam a colocar a minha morada atual. STOP
    Dantes, isso não era problema. STOP

    sobre o filme, só o vou ver para a semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bom, STOP, parece que qualquer dia vamos todos daqui pra fora, STOP.
      isto está a ficar difícil. STOP. no email consegui ver a tua primeira mensagem. STOP.
      espero que gostes do filme. STOP. Depois dá-me feedback. STOP.

      Eliminar
  8. assim se fará. STOP.
    bom domingo. STOP.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário