velho

Não sei dizer se foi a chegada do outono ou se foi por ter começado a usar óculos, mas este mês sinto-me mais velho do que alguma vez tinha sentido. É verdade que nunca fui tão velho, mas houve alturas em que me senti mais jovem que antes. Pode ter sido coincidência, mas à estranheza dos óculos com lentes progressivas, juntou-se uma arritmia persistente e os dois fizeram-me sentir imensamente velho. 

O mês passado resolvi marcar uma consulta num optometrista porque não conseguia ler muito bem ao perto, principalmente à noite. No início atribuí a dificuldade a uma vista cansada mas depois as letras pequenas começaram a juntar-se num borrão indistinto e entendi que era altura de assumir que estava a ficar míope. O optometrista avaliou a minha visão ao perto e ao longe e embora elogiasse a minha visão ao longe como em tempos ter sido idêntica à de um falcão, agora estava a perder qualidades devido ao esforço que fazia para ver ao perto. Uns dias depois lá comecei a usar óculos pela primeira vez na minha vida. 

Alguns dias depois, e já conseguindo descer e subir escadas sem tropeçar, comecei a sentir o coração bater mais rápido enquanto estava em repouso e logo voltar ao normal. E não, não estava nenhuma mulher deslumbrante a desfilar à minha frente, nem estava a ver nada que pudesse motivar este súbito acesso de impulso, pois o meu computador já não aguenta pornografia sem aquecer demasiado e morrer de seguida. Do nada, havia um disparo no peito e depois tudo voltava ao normal. Entretanto fiz um pacto com o órgão e disse-lhe que se não se acalmasse até ao fim de semana, o levaria ao médico e ele lá sossegou porque é como um cão velho e obediente, que ladra sem razão.

Mais grave, porque isto é tudo normal para um indivíduo que bebe e come sem qualquer preocupação com a sua saúde, foi quando comecei a esquecer-me de coisas, como fazer café e não o tomar ou deixar tarefas por completar e começar a fazer outra coisa qualquer. Também me esqueço de palavras e de ideias para escrever. Aliás, já me tinha esquecido que ia escrever sobre os meus óculos que me parecem constantemente sujos e do tique novo que arranjei de os estar sempre a empurrar para o topo do nariz. Embora mais velho, eles conseguem dar-me um ar mais inteligente e sério, o problema é que a quantidade de juízo é a mesma e muito pouca.

foto de Lee Jeffries 




Comentários

  1. Se é para escreveres estes textos, venha de lá essa velhice toda! Artroses, artrites, o que seja! Ihihihi!
    É estranho, não é? Ainda ontem jogávamos às apanhadas no recreio da escola...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. só me faltam essas maleitas... já acordo a parecer que estou no farwest, às vezes nem me reconheço.

      Eliminar
  2. Bem-vindo ao clube...excluindo esse dom para a escrita que é somente teu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também usas óculos?
      só tenho dois dons (isto nã soa nada bem): um é esquecer e o outro já nã me lembro!

      Eliminar
  3. Sortudo, precisaste chegar a "velho" para usares óculos. Já eu, nasci com eles. :-).

    Deixa de choramingar e cuida-te moço.
    Vai ver o que se passa com o teu coração, se bate assim descontrolado e nada se passou de bom, é porque precisa de atenção.
    Bora lá, marca consulta e não faltes, já é tema para um novo escrito. Esquecimentos? ahahahah, já começaste, também, a falar sozinho? Nada de alarmante, apenas um cérebro muito activo que se atropela.

    Beijinho afilhado mailindo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. foi uma semana bastante tensa, por isso acho que se justifica as acelerações, mas se continuarem, eu trato dele.
      É claro que falo sozinho, mas hoje em dia ninguém acha estranho porque parece que estou ao telemóvel... também sonho muito, e hoje estou farto de dar voltas ao miolo mas nã consigo chegar ao sonho que tive. nem todos os dias chego. beijos madrinha

      Eliminar
  4. Isso é tudo psicológico.
    Uso óculos desde os 5 anos, tenho 36 mas passam a vida a preguntar-me se já fiz 25.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. uso óculos há 20 dias, tenho 41 e nã consigo distinguir a idade da maioria das mulheres entre os 20 e os 50...

      Eliminar
    2. Ishh...doeu! Podias ser um cavalheiro e perguntar se já fiz os 25. Isto é só tipo, és velha... amuei! Até fiz beicinho...
      Vinha eu de propósito partilhar esta curta que acabei de descobrir contigo e pimba, levo uma naifada destas😂
      Vê:
      https://www.nfb.ca/film/wanderer/?utm_campaign=programming&utm_source=facebooken&utm_medium=social-media&utm_content=film

      Eliminar
    3. caramba, nã era de todo minha intenção ofender, evidentemente nã me referia a ti. Mil desculpas pelo lapso. ultimamente isto acontece-me com mais frequência, terei de ter mais cuidado com as parvoeiras que digo ou qualquer dia ninguém me fala! Já fizeste 25?!
      vi a curta, muito boa, nã conhecia,

      Eliminar
    4. depois vi esta https://www.nfb.ca/film/caterpillarplasty/?animation-hp_en=feature_1&feature_type=promobox&promobox_id=2635

      Eliminar
  5. Um bloco de notas resolve a questão das palavras e das ideias que fogem... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o problema maior é interiorizar que se nã apontar esqueço, porque continuo a insistir que nã esqueço e se calhar esqueço que esqueço, nã sei se me faço entender...

      Eliminar
  6. Estás, portantemente (isto diz-se :), a tornar-te num gajo giro :D*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oh nã, nem por sombras, só se usares óculos com uma graduação jeitosa e estiveres sem eles... ai talvez...

      Eliminar
  7. Atão afilhado! Lá estás tu, assim como não quer a coisa, a pedir elogios das meninas . Nã tens emenda ahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã entendo nada da coisa, está mais que visto... ultimamente é cada tiro cada melro!

      Eliminar
  8. Ui! Há "canos" que uso mente bifocais! Mas eu podia ser tua mãe, rapaz!
    Ai! Mãe não que tu és portador de tentáculos. :D Tia, vá!

    Beijocas, Manel das Tempestades :)

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. mas tu já fizeste 25?
      (desculpa lá o mau jeito, mas de castigo pelos últimos deslizes estou a reler o manual de boas maneiras e como elogiar damas sem parecer ridículo)

      Eliminar
  10. Olá,
    parabéns pelo seu blog, é muito interessante!
    Eu também sempre tive uma boa visão e estranhei quando comecei a ter dificuldade para ver ao perto, ler, bordar...
    É o que faz entrar nos "entas" lool
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado!
      Achei mesmo que só ia usar óculos lá para os 60, mas já nã se fazem olhos como antigamente...
      beijo

      Eliminar

Enviar um comentário