Atl


Chalchiutlicue, a deusa dos lagos e dos rios, implementou na minha rotina diária o banho duplo. Ainda não havíamos trocado alianças, e eu já usava sabão de alcatrão e pedra pomes por indicação de sua majestade. Mesmo assim, e bem esfregado da cabeça aos pés, nunca estava perfeito. Havia sempre um cheiro, um germe, um piolhito, restos de tempestades debaixo das unhas, que eu cortava rentes até fazer sangue. Sofri mil tormentos nas mãos de Chalchiutlicue, mas o que ficou para a história foi que a deusa retaliou contra os maus tratos que lhe dei e libertou 52 anos de chuva, causando uma inundação gigantesca que fez com que o Quarto Sol fosse destruído. É claro que esta foi a versão do advogado e não passa de um mito. Chalchiutlicue nunca teve qualquer poder sobre a chuva e o quarto sol só foi destruído porque eu já não aguentava mais as obsessões da deusa. A gota de água foi quando lhe deu na cabeça que eu não havia de fazer mais furacões, pois trazia a roupa encardida e muita terra nos sapatos.

Lembrei disto porque estive dois dias sem tomar banho. Aparentemente esqueci-me de pagar a conta da atl, ou água.


Atl- água em náuatle.

Comentários

  1. Ehehehehehehe...até que enfim te inspiras em algo que eu te tenha dito, Manel Atravessado! Adorei e ri a perder. :)

    Beijos, Cigano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. foi a primeira vez, musa? :)
      ainda bem que gostaste, beijos

      Eliminar
  2. Tanta chuva, tanta água e não encheste nem um garrafão para as emergências... tsss tsss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tinha umas pingas ainda nas torneiras e deu para tirar as remelas... mas só isso

      Eliminar
  3. Ahahahahhahhaha! As deusas que te inspiram... muito bom Manel! Agora, dois dias sem tomar banho? Isso é que pode ser dramático...qual dilúvio qual quê!
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário