greve

embora te conte milhares de coisas banais, nunca ousei dizer-te que esta solidão é o que eu sou. não fiques triste. isto não é o fim.

o céu estava esplendoroso naquela madrugada em que te levei ao trabalho. olha o céu. disseste. havia um muro de nuvens cor de chumbo e o sol rasgava a terra e os seus raios decantados pelas nuvens, precipitavam em serpentinas rosas. sempre me apontaste o que te surpreende. ninguém o faz como tu.