royals

Eu nunca vi uma pedra formada de carbono puro,
Como pão nos casamentos e sandes no cinema.
Orgulho-me do meu bafo a cerveja,
No subúrbio assolado
t1 alugado, não causa inveja.

Mas todos os blogs gostam de viagens ao estrangeiro,
Calças rasgadas nos joelhos,
sapatilhas brancas, parecem socas de enfermeiro.
Mas eu não me importo
Porque os ratos falam nos meus sonhos!

Todos curtem a maçã X, modelo em cinza sideral,
Relógios com ponteiros,
Carro novo, lá se vai o décimo-terceiro.
Mas eu tou a leste,
Nã sou apanhado pelo dinheiro.

Nós nunca seremos um casal.
(casal)
Nã corre sangue azul nas minhas veias.
Tu és artigo de luxo para mim,
Procuras outro tipo de diversão.
Para ti nem existo,
Estou abaixo de lixo.
Mas, baby, se eu mandasse
(mandasse, mandasse)
Vivias numa tenda comigo.

Meus amigos e eu não seguimos as modas
Contamos os trocos no pub, antes de pedir as bebidas.
E todos que nos conhecem sabem
Que estamos tesos,
O que escrevemos não vende!

Mas toda a bloga fala de golfe, porto tónico,
Os melhores restaurantes,
Roupa de marca e amor platónico. Que irónico!
Eu nã me importo
Partilho o táxi com ela nos meus sonhos!

Todos querem o seu público, tuitam merdas sem sentido,
Alugam jatos para fingirem ser ricos,
Expõem-se nas redes sociais, peixe miúdo sem escama.
Mas eu sou imune
Nã sou apanhado pela fama.

Nunca serei a tua metade
(metade)
Nã está escrito nas estrelas
Nã é que eu nã te mereça
Mas deves tar caída por outro
Deixa-me ser o teu escravo
(escravo)
Podes pedir o que quiseres, (menos dinheiro)
E, baby, eu faço,
Eu desfaço, eu escrevo,
Só existo para ti.

Ooh, ooh, ooh
O nosso amor pode ser a sério
E eu até gostava de ser teu escravo.
Ooh, ooh, ooh
A vida é maravilhosa quando estás nela
Pena eu acordar quando a manhã chega.


inspirado no royals da Lorde.

Comentários

  1. Meu afilhado mailindo quinté, és o rafeiro mais lindo e mais chic do mundo :-)

    Beijo da madrinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. até os cães têm mais pedigree ;)
      beijos madrinha

      Eliminar
  2. É por isto e outras
    coisas mais
    que sinto a tua falta
    quando não estás
    Ooh, ooh, ooh
    Soubesse ela
    o tesouro de beleza
    que trazes dentro do peito
    pedir-te-ia de joelhos
    cigano, cigano
    fica comigo
    não te vás.
    :)

    Beijos, cigano.
    (rico em sonhos)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. que coisa mai linda, Janita! até fiquei sem jeito :)

      Eliminar
  3. Sonho pouco quando durmo.
    Divido o táxi com os amigos, se tiver dinheiro caso contrário enalteço as qualidades da caminhada e vou a pé.
    Vou menos a pubs para não ter que contar trocos.
    Repito os vestidos.
    Vivo num apartamento velho onde as torneiras pingam.
    O meu telefone esperto, não tem maçãs roídas.
    Odeio ratos, felizmente nunca me falaram, nem em sonhos.
    Nunca fiz férias num hotel.
    Além de poucos, raros são os sonhos de que me lembro.
    Gosto de imaginar que foram bons, que me chamaram Rainha, aproveito estar acordada para sonhar os sonhos.

    Beijo, Té
    (Pobre em ouro)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. podes sonhar pouco, mas vales ouro, isso é certo :D gostei, pra lá de tanto!

      Eliminar
  4. As sandes no cinema não te posso perdoar, Mau-Tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...molete do dia anterior com manteiga?... não?... não faz barulho... :(

      Eliminar
    2. presunto com picles são as melhores :D

      Eliminar
    3. Cigano e Lady K:
      Tenham maneiras, vamos!

      Eliminar
  5. isso tudo que escreveste podia ser eu. só não vou a pubs nem a cinemas. a verba não chega.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. uma pessoa tem de passar o tempo... nã há mais nada na pavórnia :)

      Eliminar
  6. Dava uns trocos que não tenho para beber uma cerveja contigo, não gosto de gin mas gosto de pessoas reais que sonham com ratos falantes e escrevem pra caraças. Não sou fã de carneiradas,beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso é muito querido da tua parte :) até fico corado. obrigado e beijos

      Eliminar

Enviar um comentário