wàzi

Lista de tarefas:

cicatrizar meias de lã
escrever sobre olhos de peixe
cozer nuvens em lume brando
desenhar aspergillus no ressoado das janelas



Comentários

  1. Manel, cozer nuvens em lume brando dá farófias?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nã, claro que nã! :) Isabel, Isabel, toda a gente sabe que cozer nuvens em lume brando dá fiapos de nuvens, e dos fiapos depois de coados, temos uma chuva muito fina, daquela que entra em todos os poros :)

      Eliminar
  2. M M-T, e este passarinho?
    quem é o autor?

    ResponderEliminar
  3. Tás a esquecer - colher ternuras para a jarra

    :=))

    ResponderEliminar
  4. Vou fazer a contabilidade das luas, agora que me lembraste disso.

    ResponderEliminar
  5. Remendar meias é uma tarefa que me aborrece, já "cicatrizá-las" é de todo diferente. Até me ia sentir uma heroína com super poderes. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quanto menos estimulante for uma tarefa, mais afinco nas palavras temos de lhe pôr :)

      Eliminar
  6. a mim caem-me poemas dos lugares mais estranhos do corpo, mas não sei escrever sobre isso, nem sei quem os pôs lá...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tou a morrer de curiosidade, e com receio que já tenhas ido dormir, mas:
      quais são os teus lugares estranhos do corpo?

      Eliminar
    2. Aqueles onde não é suposto ter poemas, como as narinas, calos, verrugas, unhas encravadas, gengivas...assim...
      Ainda não são 22.30...

      Eliminar
    3. aqui já são :)
      odeio unhas encravadas, só de pensar fico com calafrios

      Eliminar
  7. A minha mãe no outro dia comeu a cabeça do peixe e lembrei-me de ti :)

    ResponderEliminar
  8. Caro Manelamigo

    Na lista de tarefas faltam duas:

    Caçar gambuzinos e
    Ir buscar a caixa das estrias

    Esta é, apenas, uma modesta contribuição, sem ir à Fazenda.

    Abç do Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  9. OURO DE LEI NA NOSSA TRAVESSA

    Depois de vários lamentos, críticas e, mesmo, de algumas tentativas de agressão originados pelo último texto A velha e o cão cujo final foi abundantemente censurado, publico hoje OURO DE LEI que termina em felicidade risonha e total. Ficaria muito satisfeito se os comentários desta feita fossem mais agradáveis. Peço, ainda, o subido obséquio da divulgação possível desta informação. Muito obrigado.

    Qjs & abçs do Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar

Enviar um comentário